ORFÃOS

Ângela Maria Sampaio de Souza

Ouvindo as palavras do Padre Fábio de Mello na TV no dia 7/11, me chamou muito atenção quando disse:

“Os pais quando morrem deixam “órfãos” seus filhos, mas a mãe quando perde seus filhos, que nome recebe?”

Se pensarmos bem, não existe!

Sinto na verdade que vivemos orfandades simultâneas e podemos perceber dentro de nós uma sensação de orfandade ligada a transição das coisas.

A palavra “órfão” vem do grego “orphanós” e significa privado ou desprovido e observamos que muitas vezes estamos com filhos, pais, mães, amigos e nos sentimos privados de carinho, afeto, de uma palavra de amor.

Quando terminamos um relacionamento, quando perdemos o emprego, quando as amizades se estremecem, quando a família se afasta também concluímos que ficamos órfãos.

A família hoje se resume num núcleo pequeno e frágil, no trabalho somos lutadores muitas vezes solitários.

Trocamos muitas vezes segurança por aventura.

Assim como, deixamos, trocamos, superamos e esquecemos.

Tudo é intenso e provisório. Não podemos realmente contar com isso.

O que é sólido pode se desmanchar no ar e muitas vezes estamos avançando em nossas múltiplas orfandades.

Estamos à espera de tempos melhores.

Depois do inverno o verão, depois da noite o dia com o sol resplandecendo. Sabemos então que reencontraremos o amor e a direção.

Um amor virá atrás do outro e com ele a vida.

Temos que ter paciência com nossos sentimentos, com a vida que escolhemos viver.

Temos que nos sentir órfãos antes de recomeçar a renascer.

Temos que refletir que tudo nesse mundo foi emprestado até chegar a hora de devolvermos.

Nada é nosso, por isso devemos ter em mente que um dia qualquer poderemos perder.

Palavra difícil de ser vivida!

Perder! Como? Nada é nosso, tudo foi apenas um empréstimo.

Enquanto o sangue pulsar em nossas veias, é a vida que pulsa e tudo que devemos fazer é vivê-la.

(*) Ângela Maria Sampaio de Souza é Professora.

Compartilhe:
Instagram
0Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *