DERROTA NA CÂMARA

Derrota na Câmara

O governo sofreu mais uma derrota na Câmara. Os vereadores impediram a concretização de uma parceria público/privada para resolver o impasse sobre o Mercado Sebastião Lan, cujo prédio está interditado há três anos. A feira acontece, de maneira improvisada, nos seus arredores. 

Como fica o Mercado Sebastião Lan?

O governo diz que não tem dinheiro para recuperar o prédio interditado (pode desabar) no governo passado e que a solução seria uma parceria público-privada, com a cessão da área por tempo determinado. Com a decisão da Câmara a tendência é a feira se manter de maneira improvisada como acontece há alguns anos. A quem interessa o impasse? Certamente não interessa ao produtor rural.

Perguntas que estão sem respostas

O governo precisa decidir o que fazer em sua relação com o legislativo. Algumas questões têm que ser respondidas: o que querem os vereadores, que continuam impondo algumas derrotas ao governo? Quais as falhas na condução das conversas, que estão impedindo uma melhor relação entre o executivo e o legislativo? Quais são esses obstáculos e como contorná-los?

Como explicar?

Como explicar que o governo, ao contrário dos três imediatamente anteriores, coloque os salários dos servidores públicos absolutamente em dia e mesmo assim tenha problemas de aceitação junto a esses trabalhadores? A princípio deveria ser festejado, mas não é isso que acontece. Quais são os problemas que interferem nessa relação com o servidor?

A comunicação

No mundo contemporâneo a comunicação do governo não pode ser tratada como um apêndice tecnicista, mero porta voz das realizações da administração. A ela tem que ser reconhecido espaço e peso político para participação no debate interno. É do extrato desse debate que a comunicação poderá expressar com clareza os objetivos governamentais para os diferentes setores da sociedade.

Compartilhe:
Instagram
0Shares

2 comentários em “DERROTA NA CÂMARA”

  1. Um inventario :
    1 – Quantos ocupantes da feira moram em cabo frio?
    2 – Quantos têm filhos matriculados em escola pública?
    3 – Que tipo de mercadorias comercializam?
    4 – Onde conseguiram a licença de ocupação do espaço? Ou de quem compraram a licença?
    5 – Qanto vale uma licença?
    ……
    ……

    5 –

  2. Quem sou eu para ensinar missa ao vigário. Mas vou relembrar.
    2022 será o primeiro ano em que a atual gestão trabalhará com um orçamento seu. Sempre se administra orçamentos pretéritos. O dinheiro de 2021, portanto, ainda tem a cara do prefeito Adriano e dos vereadores de ontem.
    Obviamente, não vai ter verba pra tudo. Pelo menos estarão claras as prioridades. Será a hora da atual gestão e a câmara dizerem em números o que desejam para Cabo Frio.
    Depois não vai dar para ficar dizendo que não tem dinheiro, sem ao menos tentar incluir no orçamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *