ATAQUES GROSSEIROS

Ataques grosseiros

O fato de não se esconder e estar sempre no meio das pessoas, mesmo que o ambiente não lhe seja favorável, não isenta José Bonifácio (PDT) do desgaste. Ataques feitos por ‘haters’ e adversários políticos em tempos de extrema direita bolsonarista (pleonasmo?) são sempre muito graves e grosseiros. O governo precisa reagir e saber como fazê-lo. As agressões não podem ficar sem resposta.

“Mão beijada”

O governo não pode apanhar sem responder a aquela oposição que interessa responder (não é responder a qualquer coisa). Afinal, colocar a casa em ordem, fazendo todos os sacrifícios e depois entregá-la aos adversários de “mão beijada” é demonstração de pouca inteligência. É preciso evitar a mesmice e responder com inteligência e perspicácia. É o que se espera: o mínimo de inventividade.

O comportamento

O comportamento do governo revela que a maior parte dele não tem a menor noção do que significa exercer um cargo de confiança. Alguns sabem, mas permanecem sentados em confortáveis poltronas e não querem se incompatibilizar com outros grupos políticos: tem medo do dia de amanhã: apenas colhem as vantagens dos cargos que ocupam e procuram passar despercebidos.

Em todos os governos

Tem gente que participa de todos os governos em cargos de confiança, independente do grupo político/ideológico que esteja no poder. Esse tipo de gente, de uma maneira geral se esconde e procura não emitir opinião, que possa criar alguma incompatibilidade. No front da luta política nem de longe se pode contar com esse tipo de personagem.

A oposição

A oposição é fundamentalmente de extrema direita e tem absorvido boa parte da direita convencional, que ficou no vazio (sem cargos e renda) ao ficar fora do governo municipal. A extrema direita, porém, não conseguiu formular propostas de governo, que sejam alternativas de poder. O seu discurso é limitado pelo tom extremamente agressivo do bolsonarismo.

Falta interlocução política

O governo de José Bonifácio tem implementado algumas pautas transversais como a maior participação das mulheres na administração. Atende reivindicações do público LGBTQI+, do Movimento Negro Unificado e tem feito progressos na questão ambiental. Portanto, está na hora de conversar com os partidos mais a esquerda. Onde está a interlocução democrática?

Pauta de conversas

O governo abriga quadros bolsonaristas e também conservadores civilizados. A pergunta é: por que então não avança para conversas mais amplas com setores mais a esquerda? Por conta do desempenho eleitoral da esquerda em 2020? Ora, a eleição é um momento específico, que pode mudar em função de acontecimentos políticos. Que tal criar uma pauta de conversas?

Compartilhe:
Instagram
0Shares

Um comentário em “ATAQUES GROSSEIROS”

  1. Bom dia. O ZE quando candidato falou para quem estava na linha de frente pedindo votos para ele que acomodaria essas pessoas . Não é o que aconteceu. As pessoas que estão no governo não mexeram uma palha para a conquista , a maioria já estavam nos governos passados em cargos de confiança e continuam. Não estão nem aí pro ZE. Agora chamar a ” esquerda ” de novo? Praque? Para chutala na próxima esquina?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *