O IMPACTO ELEITORAL

O secretário adjunto de ciência e tecnologia, Rafael Peçanha (Cidadania), se mantém distante do debate eleitoral desde que abriu mão de sua candidatura a prefeito para apoiar José Bonifácio (PDT). Desde que assumiu a secretaria Rafael constituiu um pequeno, mas articulado grupo de trabalho. O secretário garante que não é candidato a nada. Será?

Impacto eleitoral

Segundo resultados de pesquisas feitas na época, a saída de Rafael Peçanha da disputa eleitoral foi a que mais impactou o resultado final, beneficiando José Bonifácio. Bem maior que Aquiles Barreto, Rui França e Jefferson Vidal, que também abriram mão de suas candidaturas e passaram a integrar o governo.

Foguete desgovernado

O ex-vereador Jefferson Vidal passou pelo governo como foguete desgovernado em época de festa junina. Foi nomeado presidente da poderosa Comsercaf, tendo como vice-presidente e diretor financeiro o engenheiro Heitor Fonseca, amigo pessoal do prefeito José Bonifácio e de sua inteira confiança política. Vidal pouco durou.

Confundiu as bolas

Entre tantas histórias que são contadas em bares, lanchonetes e cafés sobre o ex-vereador Jefferson Vidal é que ele teria confundido Adriano Moreno com José Bonifácio. O ex-vereador ao compor a aliança eleitoral imaginou que José Bonifácio teria o mesmo perfil político-administrativo do ex-prefeito Adriano Moreno.

Chama Tita

Não se sabe se o ex-vereador Vidal começou a cuidar das 90 praças do município. Pelo estado em que as praças se encontram, inteiramente depauperadas, o trabalho ainda não engrenou. Talvez seja necessário chamar a secretária de obras e serviços públicos, Tita Calvet, que por onde passa dá aquela guaribada. O serviço pode não ficar bonito, mas resolve o problema.

O “Noviço”

Apesar de alguns erros aqui e acolá a atuação do secretário municipal de saúde, o “noviço” Felipe Fernandes (PDT) tem sido considerada bastante competente. O secretário tem, ao mesmo tempo, enfrentado a pandemia e desmontado velhos esquemas de gente que considerava a secretaria de saúde quase como extensão da casa.

Pressão

Dois secretários tem sofrido ataques constantes de grupos organizados que perderam espaço político no governo: Flávio Guimarães (Educação) e Felipe Fernandes (Saúde). Dois setores extremamente sensíveis e que mais sofrem pressão nesse período pandêmico. Coincidência? Ambos são jovens, fogem dos esquemas políticos tradicionais e são negros.

Compartilhe:
Instagram
0Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *