Categorias
Crônica / Conto

O CALOR DAS COISAS

Nélida Piñon (1937/2022) Os vizinhos o chamavam de pastel. E a mãe, enternecida, repetia, meu pastel amado. A alcunha devendo-se à gordura que Oscar jamais combateu, mesmo através de rigorosos regimes. Certa vez viveu de água por cinco dias, sem o corpo reagir ao sacrifício. Após o quê aceitou a explosão do apetite e esqueceu o […]

Categorias
Crônica / Conto

ALMOÇO MINEIRO

Rubem Braga – 1913/1990. Éramos dezesseis, incluindo quatro automóveis, uma charrete, três diplomatas, dois jornalistas, um capitão-tenente da Marinha, um tenente-coronel da Força Pública, um empresário do cassino, um prefeito, uma senhora loura e três morenas, dois oficiais de gabinete, uma criança de colo e atra, de fita cor-de-rosa que se fazia acompanhar de uma […]

Categorias
Crônica / Conto

CHAVES DA VAGUIDÃO

Fernando Sabino – 1923/2004. Era um bar da moda naquele tempo em Copacabana e eu tomava meu uísque em companhia de uma amiga. O garçom que nos servia, meu velho conhecido, a horas tantas, se aproximou: — Não leve a mal eu sair agora, que está na minha hora, mas o meu colega ali continuará […]

Categorias
Crônica / Conto

“AS TAIS”

Ângela Maria Sampaio de Souza (*) Tem pessoas que se acham “as tais”!Julgam-se belíssimas, atraentes, supergatas ou supergatos!Às vezes até são, mas muitas vezes são como bolachas de água e sal, em bonitos pacotes: quadradinhas e perfeitas, parecem até crocantes e gostosas, mas lhes falta sabor!Passam a vida toda ouvindo elogios à sua casca e […]

Categorias
Crônica / Conto

O GAROTO QUE BUSCAVA UM AMIGO

Luciana G. Rugani Para o escritor ou para qualquer pessoa que preza meditar sobre os acontecimentos, um simples fato pode tornar-se um conto, ou uma crônica, ou até mesmo um poema.Certa vez, estávamos em casa e um garoto, em torno de seus oito anos, tocou a campainha e perguntou se havia ali, em nossa casa, […]

Categorias
Crônica / Conto

PROVIDÊNCIAS POLICIAIS

Lima Barreto À vista do doloroso acontecimento da Avenida em que foi vítima uma excelente senhora da melhor sociedade, a nossa polícia resolveu tomar medidas extremas contra os viciosos que abusam de narcóticos de várias espécies. Não sabemos de todos os nomes das pessoas que vão ser vítimas da ação energética do enérgico Nascimento e […]

Categorias
Crônica / Conto

ACONTECEU NA SUÉCIA & DEU-SE QUE NA SEMANA ANTERIOR

José Carlos Oliveira – 1934/1986. ACONTECEU NA SUÉCIA O sorriso é, geralmente, muito bem aceito em sociedade. A menos quando não há razão para estar alegre e a pessoa abre um meio sorriso, sardônico, voltairiano. Esse sorriso da inteligência, marca dos espíritos privilegiados, às vezes ofende; quase sempre inquieta. Já o riso é a explosão […]

Categorias
Crônica / Conto

TRANSPORTA O CÉU PARA O CHÃO

Sérgio Porto/Stanislaw Ponte Preta Era um mendigo seresteiro, um misto de coitado e boêmio, que bebeu um pouco mais e ficou alegre. Ora, a alegria de um mendigo resume-se num canto romântico misturado aos palavrões da revolta, único lenitivo para suas amarguras. Os mendigos, em geral, não dizem palavrão, porque vivem da caridade pública. Mas […]

Categorias
Crônica / Conto

OS PEQUENINOS

Ouvi certa vez uma conversa inesquecível. A esponja de doze anos não a esmaeceu em coisa nenhuma. Por que motivo certas impressões se gravam de tal maneira e outras se apagam tão profundamente? Eu estava no cais, à espera do Arlanza, que me ia devolver de Londres um velho amigo já de longa ausência. O […]

Categorias
Crônica / Conto

A MENINA SILVANA

Um camponês velho deu as informações ao sargento, Silvana Martinelli, 10 anos de idade. A menina estava quase inteiramente nua, porque cinco ou seis estilhaços, de uma granada alemã a haviam atingido em várias partes do corpo. Os médicos e os enfermeiros, acostumados a cuidar rudes corpos de homens, inclinavam-se sob a lâmpada para extrair […]