PRÁTICAS VERGONHOSAS DO GADO BOLSONARISTA

As deprimentes e vergonhosas práticas irresponsáveis do gado bolsonarista, com mentiras sobre a pandemia de covid-19 estão nas redes sociais da Internet e ganharam espaço também em Cabo Frio. Será que assinariam um termo antecipado abrindo mão do respirador?

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

SEM MEDO DO COVID-19?

O prefeito de Duque de Caxias, Washington Reis (com muitos interesses em Cabo Frio) debochava da pandemia, queria abertura das igrejas e irrestrita do comércio. Pois bem, adoeceu de covid-19, mas está sendo tratado em clínica privada, de 1º Mundo, no Rio. Hospitais públicos de Caxias, na Baixada Fluminense, mal equipados, deixou para os otários que votaram nele.

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

FRATURAS & RACHADURAS

O final do processo de filiação partidária para a elaboração das nominatas para a câmara, deixou seqüelas entre os que habitam a esfera governamental. Na campanha, segundo as paredes murmurantes do Palácio Tiradentes, essas fraturas certamente virão à tona.

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

COISAS DE CABO FRIO

Como entender o modelo partidário brasileiro? Bolsonaro incentiva as queimadas no pantanal e na Amazônia, a invasão das terras indígenas e quer abrir as áreas de reserva ambiental para madeireiras e a mineração. Como o PV de Cabo Frio pode ser bolsonarista?

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

BETINHO E MAUMAU

O PSOL está produzindo ‘lives’. Nesta segunda, ás 19 horas, o professor Betinho Póvoas dialoga com o professor de História, Maurício Figueiredo o “Maumau”, da rádio católica da Paróquia de Nossa Senhora da Assunção. O tema: Negritude e seus enfrentamentos em Cabo Frio.

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

O VELHO URSO

Como um velho urso, o professor José Américo Trindade, vulgo Babade, fez a sua provisão de “mé” para hibernar durante o isolamento. Segundo ele a sua “cachaçaria” ou “cachaçoteca” vale 3 mil reais no mercado.

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

EQUIPES DO PORTA A PORTA

VACINAÇÕES DO MODELO PORTA A PORTA.

13 – segunda – Centro em direção ao bairro Passagem e também na Avenida Assunção, sentido praia do Forte.

14 – terça – São Bento e Jardim Caiçara.

15 – quarta – Jardim Caiçara, Parque Burle, Portinho, Novo Portinho, Palmeira e Praia do Siqueira.

16 – quinta – Jardim Excelsior e Quinã, próximo à Rodoviária.

A programação está sujeita as condições climáticas.

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

SOBERANIA – Manoel de Barros.

Naquele dia, no meio do jantar, eu contei que
tentara pegar na bunda do vento — mas o rabo do vento escorregava muito e eu não consegui pegar. Eu teria sete anos. A mãe fez um sorriso carinhoso para mim e não disse nada. Meus irmãos deram gaitadas me gozando. O pai ficou preocupado e disse que eu tivera um vareio da imaginação. Mas que esses vareios acabariam com os estudos.
E me mandou estudar em livros. Eu vim. E logo li alguns tomos havidos na biblioteca do Colégio. E dei de estudar pra frente. Aprendi a teoria das idéias e da razão pura. Especulei filósofos e até cheguei aos eruditos. Aos homens de grande saber. Achei que os eruditos nas suas altas abstrações se esqueciam das coisas simples da terra. Foi aí que encontrei Einstein (ele mesmo — o Alberto Einstein). Que me ensinou esta frase:
A imaginação é mais importante do que o saber. Fiquei alcandorado! E fiz uma brincadeira. Botei um pouco de inocência na erudição. Deu certo. Meu olho começou a ver de novo as pobres coisas do chão mijadas de orvalho. E vi as borboletas. E meditei sobre as borboletas. Vi que elas dominam o mais leve sem precisar de ter motor nenhum no corpo. (Essa engenharia de Deus!) E vi que elas podem pousar nas flores e nas pedras sem magoar as próprias asas. E vi que o homem não tem soberania nem pra ser um bentevi.

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

QUANDO A SAÚDE VAI SER PRIORIDADE?

QUANDO A SAÚDE VAI SER PRIORIDADE?

Um Prefeito tem que repensar as prioridades em momento de crise. Não é hora de gastar 34 milhões em varrição, 17 milhões com iluminação pública (nossa), 8 milhões com sinais de trânsito e 4,5 milhões com sacos de lixo.

QUE TAL CORTAR PORTARIAS?

Nesse momento de crise aguda deveria cortar os cargos comissionados supérfluos e aumentar a insalubridade dos servidores da saúde. Com o prefeito querendo se reeleger e com a popularidade batendo no calcanhar cadê a coragem de cortar os benefícios dos cabos eleitorais?

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

TAMOIOS NÃO É CABO FRIO?

Em nenhum momento se vê ações voltadas para o 2º Distrito de Tamoios. Fechou a UPA na alta temporada e ainda não reabriu. Uma reforma sem planejamento. A falta de planejamento do governo dificulta uma resposta mais rápida e eficiente no momento de uma crise gravíssima como a que estamos vivendo.

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter