DIETA DE ENGORDA?

DIETA DE ENGORDA?

A receita do professor e secretário de fazenda Clésio Guimarães Faria é uma severa dieta de emagrecimento, mas o governo de Adriano Moreno e Antônio Carlos Vieira, o Cati não segue as recomendações. Ao contrário, parece ter optado por uma dieta de engorda na folha de pagamentos, devidamente inchada.

2020 COMEÇA COM BURACO?

Como o prefeito que detestava a política está em campanha para se reeleger e a eleição está logo ali, no ano que vem em 2020, alguém acredita numa dieta de emagrecimento? O governo quer pedir a antecipação dos royalties do petróleo para poder acertar a folha de pagamentos. E o ano que vem que já começa com buraco?

POPULISMO BARATO

A população da Região dos Lagos sabe o quanto são ruins os serviços prestados por concessionárias, que monopolizam alguns setores de serviços essenciais. Tem gente no meio político, que aproveita essa justificada insatisfação apenas para aparecer publicamente e ganhar votos, especialmente em épocas pré-eleitorais. Depois de conseguir seus objetivos deixam a população na mão.

PRESTÍGIO!

Em meio ao fundamental julgamento sobre a constitucionalidade da prisão em 2ª instância, o presidente do STF recebeu o prefeito de Arraial do Cabo, o inenarrável Renatinho Vianna. Qualquer hora dessa seus aliados vão informar que foi o prefeito cabista que conseguiu adiar o julgamento sobre a nova distribuição dos royalties do petróleo.

FILHO FEIO NÃO TEM PAI?

O arquiteto e secretário Felipe Araújo afirma que ao contrário do que informa o blog o autor do projeto que reformou a histórica Praça Porto Rocha, no fim do governo de Marquinhos Mendes, não foi ele. O blog acredita na palavra do secretário, sobrando então uma alternativa, por sinal muito justa, porque a praça é pública e reformada com dinheiro público: quem elaborou o projeto?

O GENIAL AGOSTINHO MERGULHÃO

O grande autor e cantador popular Agostinho Mergulhão fez uma canção, que ficou famosa em Cabo Frio, satirizando as autoridades da época, que cortaram da Praça Porto Rocha os magníficos “fícus”, cheios dos temíveis “lacerdinhas”, que quando caiam nos olhos ardiam demais. Agostinho Mergulhão criticava os que tinham plantado os “paus finos” e perguntava “Quem foi o engenheiro, que fez este trabalho …” e respondia, … foi o prefeito quebra galho”. O blog e muitos cabofrienses gostariam de saber “Quem foi o arquiteto que fez este trabalho …?

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

BYE, BYE DIRLEI?

BYE,BYE DIRLEI?

O governo de Bolsonaro enterra de vez as chances de emancipação de Tamoios e sua transformação em município. O interessante é que o apoio da população local a Bolsonaro foi imenso, na campanha e eleição presidencial. Estão encerrados em definitivo os sonhos do radialista Dirlei Pereira?´

“CAPITÃO” QUER EXTINÇÃO DE MUNICÍPIOS

O ministro Paulo Guedes e o próprio “capitão” levaram ao Congresso Nacional um “pacote”, que, além de impedir a criação de novos municípios, pretende extinguir centenas de já existentes. A vitória eleitoral do “capitão” abriu caminho para muita coisa, mas não pra tudo.

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

A GRANDE E VELHA ÁRVORE FLORIDA – Rafael Alvarenga.

A grande e velha árvore florida

A grande e velha árvore está florida! Não sei qual é o seu nome, mas isso não me impede de dizê-la ao mundo. Ela que de longe e de baixo é uma árvore feia. Tem folhas pequenas além de galhos finos e ousados apontando para o céu. De longe não há quem diga ser uma árvore florida. Também, de baixo, não lhe dão um mísero sorriso de admiração. Seu tronco retorcido, repleto de cavidades sujas e suas raízes expostas como gengivas desdentadas, facilmente enganam.

Porém no alto a grande e velha árvore está florida! Dos galhos estouram ramos de pequenas flores lilases com miolo negro. São lindas e mágicas. E só podem ser vistas por aqueles que, com cuidado, olham para cima quando estão debaixo dela.

Então tudo se transmuta! De repente há sombra, a brisa fresca corre e convida à indolência. Os pássaros conversam e nenhum automóvel usufrui da rua. As flores brilham ao sol. Têm força e poder! São bem nutridas pela terra que vive mesmo sob calçadas e asfaltos.

Grande e velha árvore florida como temo pela sua existência! Pois é preciso ser um ipê e fazer um verdadeiro estardalhaço amarelo para não ser motosserrado por esses homens que preferem um jardim de inverno nos trópicos.

Eu amo os ipês, mas reparem como somos encantados ao vê-los explodir em uma paisagem cinza, de prédios ou mato. Um mundo todo amarelo tiraria toda sua beleza.

Grande e velha árvore, eu espero por muito tempo ainda lhe ver florida nessa terra de sal e vento!

Rafael Alvarenga

Cabo Frio, 28 de outubro de 2019

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

MARIA JOAQUINA, O ABANDONO

O blog recebeu ‘carta’ do secretário Felipe Araújo. Nela o secretário defende a respeitável posição do governo de Adriano Moreno frente a “Questão de Maria Joaquina”, área sempre maltratada pelas administrações de Cabo Frio. Não há dúvida de que durante todos esses anos, e não há justificativa que cubra, Maria Joaquina tem sofrido de um mal: o abandono.

A Praça Porto Rocha é horrorosa e muito mal cuidada

O blog não se furta a examinar a autoria do projeto da “nova” Praça Porto Rocha, mas mantém a sua opinião: é horrendo, nada funcional e inaceitável para a praça mais importante da história do município. O secretário pode discordar, é direito seu, mas está discordando de quase toda a população cabofriense, que a considera muito ruim. É preciso mais respeito com a cultura do município.

O Sarcasmo.

De qualquer maneira é louvável que o secretário tenha se dado ao trabalho de responder a crítica feita aqui no blog, coisa rara na administração de nossa cidade. Afinal, quase todos se julgam pequenas divindades e esquecem que seus cargos são financiados com dinheiro público. Quanto ao sarcasmo, é uma questão de estilo.

Não é candidato

O tabelião surfista, Flávio Rosa, passou à tarde de ontem no Café Pertutti e reafirmou que não passa pela sua cabeça ter qualquer compromisso político-partidário. Muito menos ser candidato a vice-prefeito na próxima eleição. Os amigos mais íntimos sabem que foi convidado, mas continua dedicado ao cartório em Maricá.

A Polarização

As eleições de 2020 tem sido alvo de inúmeras análises políticas. Segundo o professor José Américo Trindade, o Babade, a tendência é a polarização entre Adriano Moreno e José Bonifácio Novellino. Babade acredita que as outras candidaturas tendem a desaparecer. Caso permaneçam devem ser desidratadas.

“Arroz de Festa”

O prefeito de Cabo Frio, Adriano Moreno, definitivamente virou “arroz de festa”. Não perde um evento para se promover e está inaugurando qualquer coisa que possa render um “flash”. O problema é que apesar de todas as iniciativas o prefeito não consegue reduzir a alta rejeição junto à opinião pública. Mesmo assim, Adriano Moreno insiste na reeleição. Para quem detestava a política …

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

O SAGRADO E O PROFANO: VIVÊNCIAS NEGRAS NO RIO DE JANEIRO – Nilma Teixeira Accioli.

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook

Twitter

CHILIQUE PARTIDÁRIO

Na medida em que o ano eleitoral se aproxima e os partidos começam a elaborar suas nominatas e fazer suas escolhas para as candidaturas majoritárias alguns grupos minoritários se manifestam inconformados: faz parte do jogo democrático e o espernear é prática comum em todo período pré-eleitoral.

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

CACÁ RECEBE A MEDALHA MAJOR BELEGARD

Como 2020 é ano de eleição tanto para prefeito quanto para a câmara municipal, os vereadores capricharam em suas indicações, porque todos pretendem continuar sentados nas macias poltronas do Plenário Oswaldo Rodrigues. A Medalha Major Belegard será entregue a Ricardo Valentin Azevedo, o Cacá, cidadão da maior respeitabilidade na cidade.

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

A BOA E VELHA MARACUGINA

Passou do ponto

Mesmo os analistas mais conservadores consideram que o vereador Rafael Peçanha ‘passou do ponto’, quando no Programa Sidnei Marinho, se referiu a idade do ex-prefeito José Bonifácio. O vereador parece não ter absorvido a perda do PSB e as últimas enquetes, que colocam sua reeleição em risco. Calma nessa hora!

Maracugina

Como diria o psicografado Manoel Lopes da Guia, o Vovô Bibiu, “muita calma nessa hora”, porque “muita água vai passar sob a Ponte Feliciano Sodré”. Nesses momentos de aflição e incerteza nada melhor do que doses homeopáticas da velha e boa Maracugina: dá certo para 11 de 10 pacientes.

Qual a liga?

A chamada oposição na câmara de vereadores é formada por Aquiles Barreto, Letícia Jotha, Rafael Peçanha e Waguinho Simão. A pergunta que não pode e não deve calar é a seguinte: o que une esses três rapazes e essa moça contra o governo da dupla Adriano Moreno e Antônio Carlos Vieira, a “Escola sem partido”?

Indecisão política?

O vice prefeito Felipe Monteiro é candidato a vereador, na eleição de 2020. Não é uma suposição, mas constatação. O que ainda não se sabe é que candidato a prefeito vai apoiar: a reeleição de Adriano Moreno ou o ex-prefeito José Bonifácio ou o vereador Rafael Peçanha. Enquanto decide, Felipe Monteiro aproveita o fim de semana no quiosque da Praia do Siqueira.

Novo site da Folha dos Lagos

Moacir e Rodrigo Cabral estão felizes da vida com o novo site da Folha dos Lagos (folhadoslagos.com). O site está muito bem bolado e é excelente aposta jornalística e comercial. Sempre bom não esquecer que a Folha dos Lagos está quase completando trinta anos. Tem muito que festejar!

Como brinde: “quebra molas”

Poucas ruas em Cabo Frio têm o asfalto tão irregular e esburacado quanto às ruas Itajuru e Geraldo Abreu. Por incrível que possa parecer as duas vias ainda tem “quebra molas” não sinalizados para motoristas distraídos. Para que ninguém sabe, porque os carros andam a velocidade de carroças.

A praça mais feia e abandonada da Região dos Lagos

A Praça Porto Rocha é histórica e a mais importante do município de Cabo Frio. Essa constatação não parece ter o menor valor para Marquinhos Mendes, Alair Correa e Adriano Moreno. O primeiro fez a horripilante reforma no final do seu governo. Alair permitiu que aquilo que era feio fosse quebrado e degradado e Adriano Moreno manteve a bagunça e o descaso.

Brigadista

Aposentado e sem ter espaço para desenvolver a sua militância em Cabo Frio, o professor aposentado José Américo Trindade alistou-se como voluntário nas “brigadas de combate aos incêndios” no Pará e Tocantins. Voltou a Cabo Frio com a certeza do dever cumprido, mas com a cara cheia de fuligem e fazendo campanha para levar o cineasta José Sette de Barros para documentar seu trabalho.

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

CIVILIZAÇÃO X BARBÁRIE

Os setores progressistas do município tem debatido a necessidade de união para derrotar de forma acachapante à direita e ultra direita. Os dois grupos que cresceram no tsunami bolsonarista estão representados dentro do governo de Adriano Moreno e nas possíveis candidaturas de Sérgio Luiz Azevedo e Mauro Bernardo.

Diálogo

Algumas lideranças locais do PSB derrotadas pela ala majoritária do partido, que optou por José Bonifácio, manifestaram em alguns cafés da cidade o seu inconformismo. José Bonifácio tem insistido na idéia de ampliar e aprofundar o diálogo com todas as áreas do partido, eliminando qualquer aresta política.

Temos uma “Rachadinha”?

Terá acontecido um “racha”? Os integrantes do pequeno, mas influente grupo denominado “Os Inconfidentes … da 13 de Novembro” já não falam uma só voz. Tem gente com José Bonifácio Novellino, outros com o vereador Rafael Peçanha e pasmem até com o deputado Sérgio Luis Azevedo.

Parabéns aos responsáveis – 1

Felipe Araújo, secretário municipal de desenvolvimento de Cabo Frio, quer impedir, em definitivo a adesão de Maria Joaquina a Búzios. Maria Joaquina é a “filha feia”, que ninguém durante muito tempo quis acalentar e colocar nos braços pra valer. A ligação da população é com Búzios e não com Cabo Frio.

Parabéns aos responsáveis – 2

O arquiteto, um dos “homens fortes” do Governo Adriano Moreno, Felipe Araújo, é também o autor e responsável pela “maravilha” da modernização da “nova” Praça Porto Rocha. A obra “modernosa” feita na frente da histórica matriz de Nossa Senhora da Assunção, foi realizada nos estertores do Governo Marquinhos Mendes: parabéns aos responsáveis!

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

VAI PARA A CUCUIA?

A proliferação de enquetes pré-eleitorais em Cabo Frio e toda a Região dos Lagos, com resultados imensamente conflitantes, não contribui para a credibilidade das pesquisas. Alguns candidatos não têm a preocupação de disfarçar e pesam a mão nos resultados e aí a credibilidade, como diria Vovô Bibiu em suas cartas psicografadas, vai para a cucuia.

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

MUITAS MILHAS & NENHUMA GRANA

Os prefeitos da Região dos Lagos vivem pra lá e pra cá, isto é, entre Brasília e suas cidades: devem ter acumulado grande milhagem em viagens aéreas. Estão sempre “buscando recursos” para seus municípios. Louvável!!! É preciso, entretanto, que esses tais recursos apareçam. Os cofres das cidades da Região andam a míngua e os prefeitos desfilam de “pires nas mãos”, na Capital Federal.

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

OS INENARRÁVEIS

O prefeito de Arraial do Cabo, o inenarrável Renatinho Vianna, anuncia encontro com o também inenarrável Dias Tóffoli, presidente do STF, nossa suprema corte. Certamente os abalizados argumentos do prefeito cabista terão grande influência na decisão dos ministros sobre a constitucionalidade ou não da Lei sobre a redistribuição dos royalties do petróleo.

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

25 CONTOS DE MACHADO DE ASSIS

Organização Nádia Batella Gotlib

Publicadas a partir de 1870, as histórias de Machado de Assis continuam atuais. Se os detalhes são construídos tendo por modelo a cidade e os habitantes do Rio de Janeiro do século dezenove, ou pequenos povoados da província, os comportamentos, posturas, conflitos, emoções, paixões, egoísmos e outros vícios são os nossos de cada dia: os da nossa sociedade, que ainda carrega a carga do patriarcado, do machismo, do escravismo disfarçado e da desigualdade entre gêneros.

Com seleção e organização da professora Nádia Batella Gotlib, os 25 contos que compõem este livro – uns mais conhecidos, como A igreja do diabo, A cartomante, Missa do galo, Confissões de uma viúva moça, outros nem tanto, caso de A causa secreta, Curta história, O caso da vara – foram extraídos de diferentes obras e oferecem ao leitor uma importante e prazerosa experiência de descoberta ou de redescoberta do talento desse escritor, considerado um dos maiores da literatura brasileira de todos os tempos.

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter