IMPORTAÇÃO & EXPORTAÇÃO

Importação & Exportação

As redes sociais da Internet caíram de pau no prefeito José Bonifácio por ter colocado em seu gabinete o ex-prefeito de Búzios, Mirinho Braga, alegando “infiltração estrangeira”. Ora, Alair Corrêa importou Carlindinho de São Pedro da Aldeia e Renato Vianna, de Arraial do Cabo. Andinho chegou pelas mãos de Marquinhos Mendes, entre tantos outros. Portanto, exportação e importação é uma prática antiga nos municípios da Região dos Lagos. Auê desnecessário.

Quanto à importação …

O ex-prefeito de Arraial do Cabo Renato Vianna foi importado das terras cabistas e ocupou duas secretarias no governo do então prefeito Alair Corrêa, seu grande aliado político. Primeiro foi secretário de Serviços Públicos e Postura e num segundo momento assumiu a secretaria de Ordem Pública. Não ficou muito tempo no primeiro escalão da prefeitura de Cabo Frio.

 Internet

Outro dia um membro de alto calibre da prefeitura de Cabo Frio revelou sua preocupação com as redes sociais da internet. Segundo ele, o governo José Bonifácio está perdendo a batalha da comunicação na internet e com pouco tempo de governo, apenas 30 dias. O que virá a seguir?

Negociação transparente

Estabelecer uma negociação transparente com os sindicatos dos servidores, eliminando canais que prejudicam a interlocução entre as partes e alimentam o radicalismo é uma tarefa urgente do governo José Bonifácio. Acordos eficazes com o funcionalismo são fundamentais para que o governo possa ter tranqüilidade para alçar vôo.

Os grupelhos

Existem grupelhos radicais, que se juntam a outros insatisfeitos pela perda de cargos e privilégios. Ele não tem votos, tanto que perderam feias as eleições, mas fazem barulho. Provocam grande chacoalhar nas redes sociais da Internet e criam uma imagem ruim do governo.

Comunicação

O governo precisa ter uma política de comunicação, que não se restrinja ao discurso oficial, pouco acessível e interessante ao cidadão comum, que mal o conhece. É preciso estar politicamente atento e presente no debate que acontece nas redes, com vozes atuantes que transmitam direta e/ou indiretamente a visão política/ideológica do grupo que foi eleito, em 2020.

Pressões pesadas

O governo e seus principais personagens, com menos de 30 dias de exercício de mandato, tem sido violentamente agredidos nas redes sociais. São ataques inteiramente desproporcionais ao curto período de governo e ao estado de putrefação em que a administração alega ter encontrado a máquina pública. Ou os interesses contrariados são muitos ou o governo está atolado nas “pegadinhas” que a administração anterior deixou.

Respeito & Tolerância

O prefeito José Bonifácio avançou nas propostas progressistas ao anunciar a criação de uma Comissão Municipal contra a Intolerância Religiosa. É um ganho importante para as instâncias democráticas, em especial para as religiões afro-brasileiras como a Umbanda e o Candomblé, vítimas constantes de perseguições de setores religiosos e políticos, altamente reacionários.

Questões transversais

O governo de José Bonifácio colocou o pé no acelerador nas questões transversais, fundamentais nas democracias contemporâneas. Esses temas são alvo de oposição sistemática do reacionarismo, que não é pequeno ou incipiente em Cabo Frio, mesmo dentro do governo. É necessário, portanto, o apoio dos setores progressistas para que Cabo Frio possa avançar.

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

O SABOR DA VITÓRIA!

Ângela Maria Sampaio de Souza (*)

Muitos podem não saber, mas está comprovado que mais do que pela competição, os melhores resultados se deram pela cooperação.

Um exemplo é hoje, uma série de ataques e achaques a alguns segmentos da comunidade, pessoas e até mesmo países e o que conseguimos?

Nada positivo!

Somos humanos e precisamos viver em comunidade, com colaboração, sem competição e sem acharmos que o poder é poder vencer!

O mundo é saudável e vamos nos beneficiar do que foi entregue a humanidade gratuitamente.

Temos que aprender que numa competição o derrotado se envergonha, principalmente se o competidor for causador do prejuízo que poderá trazer a uma sociedade.

Observemos que numa pequena amostra, que aquele que tem menos recursos pode se orgulhar de exibir sua arte, seja ela qual for.

E o derrotado?

Ele e sua comunidade se tornam vítimas, e só não entende quem não deseja entender!

Atualmente estamos sendo vítimas de uma competição de vaidade, de poder, podemos assim dizer, assassina, onde não precisaríamos chegar.

A cooperação para muitos tem sentido de fraqueza e não é verdade! Sejamos humildes, colaboradores pois seremos sempre vitoriosos.

Até os fortes fracassam e o importante é levantar, ter humildade do erro, pedir perdão, mas nunca desistir e não contra atacar achando que será vencedor da competição.

Podemos superar tudo isso, mesmo que a situação esteja grave.

É só admitirmos o erro e mudarmos de comportamento.

Somos pessoas fortes e sabemos levantar, porque forte não é aquele que cai, mas quem consegue levantar.

Só consegue provar o sabor da vitória quem já experimentou o sabor da derrota, saber ganhar e saber perder é viver com dignidade.

Se optarmos pela vingança, vaidade, perderemos.

“O sonho não é fácil nem Impossível”, porque por mais obstáculos que forem colocados no caminho, não podemos parar de lutar e acredito que o melhor está para chegar!

(*) Ângela Maria Sampaio de Souza é Professora.

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

PAPO RETO!

Papo reto!

O recém-eleito vereador Vanderson Bento, na coligação do deputado Sérgio L. Azevedo esteve no gabinete conversando com o prefeito José Bonifácio. Uma pergunta que irresistivelmente continua sem querer calar: o Clã dos Bento consegue viver na oposição? Cartas para o blog.

Paulo Ramos

O Blog foi surpreendido pela visita feita pelo deputado Paulo Ramos ao prefeito José Bonifácio. Há alguns anos, o deputado fez violentas críticas a José Bonifácio. As críticas extrapolaram qualquer sentido de respeito e civilidade, provocando o rompimento entre os dois líderes políticos. O mundo dá muitas voltas. E como dá!

Mirinho Braga

Na reunião com o deputado Paulo Ramos esteve presente o ex-prefeito buziano, Mirinho Braga, considerado um dos melhores quadros políticos da Região dos Lagos. Experiente, José Bonifácio trouxe para o seu gabinete um administrador experimentado, que vai ser muito importante no desenvolvimento do governo.

A Articulação Política

Nos cafés e botecos da cidade muita gente pergunta quais são os articuladores políticos do prefeito José Bonifácio. Alguns nomes têm saltado aos olhos: o secretário de governo Aquiles Barreto, o ex-deputado Janio Mendes e o presidente da Comsercaf Jefferson Vidal. Na hora da “onça beber água” o prefeito bate o martelo.

Os “Três Mosqueteiros”

Pela idade e desenvoltura política e administrativa três nomes têm sido observados dentro do governo: Aquiles Barreto (PT), Flávio Rosa (PSB) e Rafael Peçanha (Cidadania). Aquiles na secretaria de governo, Flávio no Turismo e Esportes e Rafael Peçanha, na Ciência e Tecnologia. Quem é o D’Artagnan?

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

SAUDADE

Saudade é solidão acompanhada,
é quando o amor ainda não foi embora,
mas o amado já…

Saudade é amar um passado que ainda não passou,
é recusar um presente que nos machuca,
é não ver o futuro que nos convida…

Saudade é sentir que existe o que não existe mais…

Saudade é o inferno dos que perderam,
é a dor dos que ficaram para trás,
é o gosto de morte na boca dos que continuam…

Só uma pessoa no mundo deseja sentir saudade:
aquela que nunca amou.

E esse é o maior dos sofrimentos:
não ter por quem sentir saudades,
passar pela vida e não viver.

O maior dos sofrimentos é nunca ter sofrido.

Pablo Neruda

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

Uma Homenagem ao Colega Carlos Ernesto da Silva Lindgren

Maria Helena Wyllie L. Rodrigues

Sinto-me honrado em escrever esta homenagem a Carlos Ernesto da Silva Lindgren, um entusiasta da Geometria 4D. Ele faleceu em 27 de março de 2020, e deixou sua esposa, dois filhos, uma filha e dois netos.

O professor Lindgren formou-se em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) em 1966, e ampliou sua trajetória acadêmica obtendo na Tufts University, de Boston, o mestrado em Engenharia de Projetos, 1969, e em Sociologia Urbana, 1971. Em 1997 ele concluiu o terceiro curso de mestrado, desta vez em Políticas e Estratégias do Sistema Interamericano de Segurança (Colégio Interamericano de Defesa, Conselho Interamericano de Defesa, Washington DC, EUA). De volta ao Brasil, obteve o doutorado em Engenharia de Transportes em 1980, pela UFRJ. Um ano depois, completou sua formação com o curso superior de Política e Estratégia na Escola Superior de Guerra (Rio de Janeiro).
Trabalhou como engenheiro civil na Companhia Cápua & Cápua, no Rio de Janeiro (1956-1958), e como engenheiro de projetos na United States Steel Corporation, em Pittsburgh, EUA (1958-1967).
Foi professor da Escola de Engenharia (UFRJ), da COPPE (UFRJ) e da Universidade Veiga de Almeida (Cabo Frio, RJ). Lindgren também foi professor do Instituto de Geociências (UFRJ), do Instituto Militar de Engenharia (IME, Rio de Janeiro), e membro civil do corpo docente permanente da Escola Superior de Guerra (ESG, Rio de Janeiro) Janeiro).
A maior parte de sua pesquisa foi desenvolvida no Departamento de Desenho Gráfico e de Engenharia da Escola de Engenharia e Ciências Aplicadas, Universidade de Princeton (1964-65), e no Laboratório de Computação Gráfica e Análise Espacial, Escola de Graduação em Design, Universidade de Harvard (1967-1972), quando teve uma extensa produção bibliográfica.
Em 1964, recebeu o Prêmio de Geometria Descritiva, da American Society for Engineering Education.

Seu interesse pela geometria 4D esteve presente em várias obras de sua autoria. O livro “Four-Dimensional Descriptive Geometry”, com coautoria do Dr. Steve Slaby, foi publicado em 1968 pela McGraw-Hill Book Company e foi traduzido para o chinês em 1981, pela Tsinghua University Publishing. Este trabalho foi considerado pela Biblioteca do Congresso (EUA), no ano 2000, como um dos melhores livros do século sobre Geometria 4D.
Ele participou do ICGG 2006 como palestrante convidado, discutindo o tema “Um modelo de um ambiente quadridimensional”.
Ele tinha um dom para o pensamento inovador. Além de suas pesquisas em geometria multidimensional, sociologia urbana, planejamento urbano regional e métodos quantitativos em geografia e análise de dados, ele expandiu seus interesses acadêmicos, em 1997, para uma proposta alternativa sobre o surgimento do universo, em contraste com George Teoria do Big Bang de Lemaître. Suas idéias sobre o assunto foram publicadas no Journal of HyperSpace, da Japan Society for HyperSpace Science, da Universidade de Kyoto, Japão.

Tive a oportunidade de manter contato frequente com ele nos últimos dez anos. Em suas mensagens, ele relembrou os tempos em que morou nos Estados Unidos. Ele me contou sobre as experiências e o aprendizado que teve lá, e também sobre os amigos que fez, incluindo o Dr. Steve Slaby, por quem tinha grande respeito.
Sou testemunha de que nos últimos dias manteve o pensamento ligado às questões da geometria, trazendo temas dignos de serem pesquisados. Na mensagem de áudio que recebi no dia 14 de fevereiro, ele mencionou a ideia de Koji Miyazaki, professor da Universidade de Kyoto, já aposentado, sobre a proposta de que o universo seria um parabolóide hiperbólico tetra-dimensional.
Em 15 de fevereiro, eu ouviria sua voz pela última vez. Ele voltou a falar sobre a ideia do Prof. Miyazaki e a possibilidade de representar a perspectiva da Terra de tal forma que o observador, localizado no espaço quadridimensional, pudesse visualizar todo o objeto tridimensional. Esta proposta foi inicialmente divulgada em seu artigo “Perspectivas em um Espaço Euclidiano 4D”, publicado em 1998 pela Sociedade Japonesa de Ciência do Hiperespaço, Escola de Graduação em Estudos Humanos e Ambientais, Universidade de Kyoto, Japão. Ao final do áudio, ele disse que esperava que alguém fizesse essa pesquisa.
O Dr. Steve Slaby, em um comentário que assina na página vi do livro “Four-Dimensional Descriptive Geometry”, credita a Lindgren “a maior parte do esforço nesta monografia” e declara que “seu entusiasmo e crença na geometria e na posição central ocupa na ciência e na engenharia são mais inspiradoras.”
Ernesto Lindgren nos deixa um legado precioso e merece todas as nossas homenagens. Que as suas ideias continuem a inspirar todos os que se dedicam ao estudo da geometria e da gráfica!

Nota: Eu, Luiz Antônio Nogueira da Guia, professor e nas horas vagas blogueiro, tive a honra de conviver e privar da amizade desse grande brasileiro. Ernesto Lindgren era um apaixonado por Cabo Frio e colaborador do Blog.

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

.

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

REDES IMPLACÁVEIS

Redes implacáveis

As redes sociais tem sido implacáveis com o prefeito José Bonifácio, que ainda não completou 30 dias no governo. O motivo é um só, o atraso no salário dos funcionários públicos municipais, mas no mínimo o prefeito foi inábil em algumas declarações, provocando reações dos sindicatos, especialmente o Sepe Lagos.

Espaço político

O governo de José Bonifácio e o Sepe Lagos vão ter que arrumar espaço político para conversar. Ambos os lados precisam baixar o tom para encontrar o terreno ideal de discussão dos problemas que envolvem o sistema de educação pública cabofriense.

Diálogo essencial

Os sindicatos dos servidores reclamam da falta de diálogo com a articulação política do governo José Bonifácio. Numa situação de salários atrasados deixados pela prefeitura de Adriano Moreno a gestão política com os sindicatos é essencial.

Rafael Peçanha

O ex-vereador e atual secretário adjunto de ciência e tecnologia Rafael Peçanha está constituindo um bom grupo, que vai dar peso a atuação de sua secretaria. Rafael é ligado ao secretário de saúde Felipe Fernandes e não parece ter abandonado as pretensões eleitorais.

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

SEM DEIXAR A PETECA CAIR

Tenho apenas meia hora para escrever essa crônica. As férias estão aí e esse é o período em que mais trabalho. Quem também está de férias agora é a minha filha a quem prometi uma partida de peteca no magro espaço da varanda. Mal me sentei diante do teclado e já percebi sua presença nas cercanias da janela. A cada dois minutos me pergunta se ainda falta muito. Desisti de dizer que marcamos o jogo para às quatro da tarde. Quando me pergunta se já acabei apóia o queijo sobre a mão e permanece me olhando de uma forma que é impossível a concentração no texto. Pergunto se ela já bebeu água. Sim! Me reponde. Se já fez xixi, arrumou o quarto, terminou de ler o gibi, regou o cacto, escovou os dentes. Sim. Ela já fez tudo. E se eu tivesse pedido já teria até proclamado o impeachment do presidente. Mas não pedi. E agora ela não irá fazer mais nada além de me esperar. Não há outro jeito. Preciso abandonar a crônica que mal rebentou a casca do primeiro parágrafo. E ainda sou imprudente ao responder que já concluí, antes de fazer uma revisão.

Antes de terminar devo absolver minha filha. Os erros que aqui forem encontrados não são culpa dela. Afinal, ela está certa. Sigamos em frente. E mais, sem deixar a peteca cair!

Rafael Alvarenga

Cabo Frio, 21 de janeiro de 2021

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

SOBRE AS MAGRELAS

Marcos Antônio

Atleta nunca fui. Mas usei muito a bike para ir trabalhar por bastante tempo.

Posso dar opinião.

Passando pelas vias de acesso ao centro no horário de rush dá pra ver que muitos cabo-frienses se valem da magrela para locomoção. Valorizar as ciclovias não significa apenas estímulo ao uso desse transporte alternativo. É reconhecer aqueles que (às vezes por falta de alternativas) já adotaram as bikes. Esqueçam por enquanto as ciclovias cinematográficas na orla. Preocupem-se com os bairros periféricos. A cidade é plana, os trabalhadores menos privilegiados agradecerão. Ainda é muito inseguro andar de bicicleta por Cabo Frio. São mães com crianças em cadeirinhas, idosos e crianças em idade escolar dividindo espaço nas ruas com outros veículos.

Já testemunhei acidentes sérios. As ciclovias, caso a prefeitura resolva levar o projeto adiante, precisam ser interligadas e não dá pra chegar ao destino e ficar procurando um poste para amarrar o camelinho: bicicletário também faz (muita) falta.

(*) Cursou Ciências Contábeis na UFF/Cabo Frio.

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

RESPONSABILIDADE

Algumas lideranças políticas de extrema direita insistem no reinício das aulas nas redes privada e pública. Será que essa turma de alma bolsonarista se responsabiliza pelo adoecimento e morte por covid-19 por professores e alunos?

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

FIM DOS BLOQUEIOS

O prefeito José Bonifácio tem feito um trabalho político intenso junto ao Tribunal de Justiça o objetivo é conseguir impedir o arresto judicial nas contas da prefeitura de Cabo Frio. A criação do Fundo Municipal de Restos a Pagar deve ajudar na colocação em ordem das finanças.

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter