PEQUENAS DOSES

Adriano é candidatíssimo a reeleição.

Adriano Moreno é mais que nunca candidato a reeleição: trabalha com a folha de pagamentos inchada e começa a dar aquela “penteada” na cidade. Até a maltratada Praça Porto Rocha teve o que lhe restou de grama aparada.

E aí Iranildo?

O prefeito acaba de sofrer uma dura derrota com a unânime rejeição, por parte da câmara, da tentativa de se instalar na saúde pública as famosas e nefastas OSs. A pergunta é: depois dessa derrota o Iranildo de Meriti continua secretário de saúde?

Adriano pode reverter?

Resta perguntar aos entendidos da política se o prefeito ainda tem tempo para reverter os altos números de rejeição junto à opinião pública. Pela reação dos motoristas as obras de recapeamento e “operação tapa buracos”, os marqueteiros de Adriano Moreno terão muito trabalho.

Polarização!

Tudo leva a crer que a eleição de outubro será polarizada entre a centro esquerda e a extrema direita onde estão Adriano Moreno (apoio de Witzel), Mauro Bernardo (PROS) e Sérgio Luiz Azevedo (APB ou PL). Restam, na direita, ainda algumas figuras patéticas, que não valem à pena a citação.

Comportamento político reprovado.

O deputado Mauro Bernardo de curta carreira política deixa rastro de mágoas de ex-aliados inconformados com o seu comportamento político. Entre eles o proprietário das bancas “Exótica” e “Cultura”, Fábio Neves, que o apoiou desde o primeiro momento e Paulo César Guia, o “Cecé de Jairinho”.

Atrás de uma legenda.

Sérgio Luiz Azevedo continua na sua saga em busca de uma legenda para viabilizar sua candidatura a prefeito de Cabo Frio. Pula do PSL para a APB, mas se o partido não conseguir se viabilizar migra mesmo para o antigo PR, que de roupa nova virou PL e deixou Paulo César Guia na mão, embora ele seja o “mão que salva”.

A ultra direita bate com gosto.

O candidato do PDT, José Bonifácio Novellino, diz que não vai responder as agressões que sofre nas redes sociais por grupos de ultra direita. Segundo ele, está disposto apenas a debater idéias no âmbito do processo eleitoral. É preciso “muita calma nessa hora”, porque a fascistada ta batendo com gosto.

Praça Porto Rocha: aberração arquitetônica.

A Praça Porto Rocha, entretanto, é sob o ponto de vista arquitetônico uma aberração, além de estar toda quebrada, degolaram a maior parte das árvores. É uma unanimidade entre a população a constatação que a histórica praça foi reformada e transformada em um conjunto de lápides que mais parece um cemitério.

Filho feio não tem pai!

A reforma da Praça Porto Rocha, realizada nos estertores do governo de Marquinhos Mendes, como todo “filho feio”, não tem pai: ninguém assumiu a paternidade da aberração arquitetônica. No governo de Alair Corrêa, que se seguiu, a praça foi degradada diariamente sob os olhares complacentes da Guarda Municipal. O resultado é o que vemos nos dias de hoje.

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

PEQUENAS DOSES

Fofocas rasteiras

Com o gabinete que montou na Assembleia Legislativa o deputado Sérgio Luiz Azevedo não tem nenhuma condição ética ou mesmo política de acusar alguém de qualquer coisa. Os bolsonaristas tentam fazer política, mas não conseguem mais que fofocas rasteiras.

Tenera & Bernardo

São tantos os candidatos a prefeito de Cabo Frio que é quase impossível rastreá-los. Até o Marcelo Tenera, que fez denúncias de “cair o queixo” contra Adriano e Cati, se colocou candidato e em propaganda no Facebook pediu o voto e o apoio do deputado Mauro Bernardo.

Imagine só!

O deputado Mauro Bernardo, que fez um vídeo incrível (tentando ser minimamente educado) sacando dois revolveres, revela com essas atitudes, que não tem a menor idéia e noção do cargo que ocupa. Imagine caro leitor, essa figura sendo prefeito de Cabo Frio ou de qualquer outro município do estado?

Inelegíveis & “Queimados”

Alair e Marquinhos, apesar de inelegíveis, continuam tentando catar os cacos políticos e se declarando candidatos a prefeito na eleição de 2020. Os ex-prefeitos, que tiveram a hegemonia política de Cabo Frio nos últimos 22 anos estão queimadíssimos junto à opinião pública.

Em cima da hora?

Parece um antigo bloco carnavalesco de Cabo Frio, mas é assim que a população vê a “Operação Tapa Buracos” da prefeitura. Tudo é feito com acompanhamento direto do prefeito, cercado de assessores, câmeras e seguranças: aprendeu com Alair o seu mestre e “morubixaba”?

Dias movimentados para o PDT

Os últimos dias foram movimentados para o PDT de Cabo Frio. O partido brizolista elegeu novos diretórios e executivas municipais e recebeu o impacto da renúncia do vereador Rafael Peçanha. Em Carta ao Povo de Cabo Frio, o vereador disse que seu apoio vai para José Bonifácio.

Quem herdará os votos de Rafael?

As principais lideranças de Cabo Frio parecem não ter debatido a fundo a relevância da renúncia do vereador Rafael Peçanha. Como Rafael não será candidato a prefeito, a vice e também a reeleição abre-se mais uma vaga na câmara de Cabo Frio. Quem herdará os votos de Rafael Peçanha?

De dentro da confraria

O “porta voz” informal do grupo “Os Inconfidentes” garante que o grupo terá candidato a câmara municipal e que o candidato sairá de dentro da confraria. Afinal, imagina-se que o grupo, cujo patrono é o herói Joaquim José da Silva Xavier, o velho e bom Tiradentes, deve ter um montante considerável de votos no embornal, ou melhor, na urna.

Agente infiltrado

Quem é o “gênio da lâmpada”, que aconselha o prefeito Adriano Moreno a fazer recapeamento do asfalto, no centro da cidade, em hora de movimento intenso? Só pode ser um agente da oposição infiltrado no governo para eliminar as últimas doses de paciência dos moradores e turistas.

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

O “MAL AMADO”

Tudo pronto para a gravação de mais um capítulo da novela “O mal amado” na cidade. Hoje, em frente à Câmara de Vereadores, um pouco antes da sessão começar, mera coincidência ou proposital para dar o que falar? O caos no trânsito, capítulo 2, começou na Avenida Nossa Senhora da Assunção.

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

MAQUIAGEM NO ÔNIBUS

No ônibus a mulher se maquia. Usa um espelho quadrado para ver o próprio rosto e assim se apresenta a quem está no banco de trás. Antes, via-se apenas a tatuagem de escorpião nas costas, logo abaixo do ombro. Um animal de estimação e de juventude nota-se pelo cansaço da tinta.

A mulher prende os cabelos e gira a cabeça para ter a si mesma de perfil. Julga que seu rosto precisa de cor. E não é por força da rima que digo, mas creio que seu mundo também precisa de um amor. A mulher, que sabe mais da sua vida do que eu, continua a maquiagem. Porém percebe como é difícil passar um batom e atravessar o vale do sol e dos buracos no qual se transformou essa cidade. Um sujeito, tão gentil quanto solteiro, pensa em se oferecer para segurar o espelho. Outra mulher pensa em dizer que somente no ponto de ônibus é possível retocar a beleza. Entretanto o coletivo não está lotado e os pensamentos escorrem sem boca capaz de domá-los.

Agora ela ressalta os cílios que ficam empinados e suicidas: visivelmente estão a ponto de saltar para jamais serem encontrados. As pálpebras ganham uma pincelada brilhosa. Faltam as bochechas, o contorno dos olhos, um pó para mascarar as olheiras. A mulher não se desespera. Tem todos os recursos necessários dentro do pequeno estojo e descerá somente no ponto final.

Não tem pressa, contudo se descuida procurando o blush e é traída pela parada brusca no solo lunar. O espelho cai e quebra. A mulher se irrita, pisa nos cacos e os rebaixa a categoria de pontos luminosos. Em seguida, solta um palavrão ao invés de uma lágrima. Agora não pode mais se maquiar. E no ônibus não há uma vivalma para oferecer um espelho.

Rafael Alvarenga

Cabo Frio, 18 de fevereiro de 2020

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

PEQUENAS DOSES

O “Homem de Meriti”

O prefeito Adriano Moreno anda tão fragilizado politicamente, que, a secretaria de saúde parece ter escapado ao seu controle. O novo secretário Iranildo Campos, o “Homem de Meriti”, se reporta diretamente ao governador Wilson Witzel.

Penetração da Baixada

Setores mais sensíveis da sociedade de Cabo Frio estão bastante preocupados com a penetração e expansão dos políticos da Baixada Fluminense. Seus métodos de fazer política são no mínimo pouco comuns na tradição política cabofriense.

O impacto da renúncia!

O meio político impactado pela renúncia de Rafael Peçanha ainda não parou para analisar detidamente as conseqüências e os reflexos da saída do vereador, da corrida eleitoral de 2020. Como vai se comportar a nominata, que estava sendo montada por Rafael?

O Carnaval e a Crise

O comércio de Cabo Frio está bastante apreensivo em relação ao Carnaval. Em situação de crise, agravada pelos constantes atrasos salariais da prefeitura, os comerciantes temem um Carnaval medíocre. Seria a gota d’água para uma crise sem precedentes na economia do município.

Estado de greve

Os professores encerraram a greve na rede pública municipal de educação, mas mantiveram o “estado de greve”. O Sepe Lagos não aceita a continuação dos atrasos de salários e o não cumprimento dos acordos firmados pela prefeitura com o sindicato.

Di Cabo a Rabo

O bloco nordestino “Di Cabo a Rabo” fez seu ensaio pré-carnavalesco na noite de ontem, segunda-feira, 17, na Praça da Bandeira: sucesso. Até mesmo o discreto secretário de fazenda Clésio Guimarães, de passagem, não agüentou de curiosidade e parou para dar aquela espiada. “Di Cabo a Rabo” vai encerrar o carnaval, na 4ª feira de cinzas.

A reação a implantação das Organizações Sociais na Saúde

A péssima repercussão da possibilidade de implantação das ‘organizações sociais’ (OS) na saúde pública de Cabo Frio provocou a reação de alguns políticos, em ano eleitoral. O vereador Vaguinho Simão, o mesmo da “Escola sem Partido”, não deixou por menos e quer revogar a matéria. Quem sabe o vereador acerta essa?

Trilhas diferentes

O deputado Marcelo Freixo, candidato do PSOL a prefeitura do Rio, está desenvolvendo toda uma articulação para fazer uma frente democrática contra Crivella. Em Cabo Frio, até o momento, o PSOL segue caminho inverso, mantendo seu projeto de caminhar sozinho. Conversa, talvez com a Unidade Popular (UP).

Quem foi o “gênio da lâmpada”?

A “Operação Tapa Buracos”, na Ponte Feliciano Sodré, realizada ontem, segunda-feira, na alta temporada, deve ter aumentado bastante o percentual de rejeição do prefeito Adriano Moreno. O trânsito deu um nó e os motoristas xingaram até a terceira geração do prefeito.

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

PEQUENAS DOSES

Quem não conhece, tem que conhecer

A Galeria Francisco Paranhos abriga o mais antigo restaurante e lanchonete de Cabo Frio. É o ‘Europa’, com 54 anos de existência, com um dos melhores temperos da cidade e de entrada uma empada de camarão de rezar ajoelhado. Quem assina os pratos da casa é o ‘chef’ Paulo Denis Miano Silva.

Línguas diferentes

O prefeito Adriano Moreno e o seu secretário de educação Ian Carvalho parecem não falar a mesma língua. Basta assistir o vídeo no qual Adriano fala sobre a Educação e a nota que o secretário enviou para as escolas. Caso fosse vivo Stanislaw Ponte Preta (Sérgio Porto) teria ainda mais elementos para o “samba do crioulo doido”.

Divulgação!

Na última reunião, na quinta-feira, realizada no Teatro Quintal, no Parque Burle, os militantes do PSOL destacaram a importância de trazer “reforços” do Rio, isto é, políticos da legenda que têm se destacado no estado e em nível nacional para ajudar na divulgação do partido.

Sabedoria!

Apesar de ter renunciado a candidatura a prefeito, o vereador Rafael Peçanha tem a tarefa de manter a “tropa unida”. Processo bem mais difícil e complicado, que tem que ser desenvolvido com base em muita sabedoria.

Bonifácio e Flávio

O vídeo gravado por José Bonifácio e o texto do tabelião surfista, Flávio Rosa, tiveram excelente repercussão. Ambos ressaltaram a questão humanista e a chamada “grande política”. Em nenhum momento se voltaram para o que é pequeno.

O PROS na berlinda

O Fantástico de ontem trouxe uma extensa reportagem policial sobre corrupção no PROS partido do deputado Mauro Bernardo. O deputado, eleito aqui pela Região dos Lagos, especialmente por Cabo Frio, foi criticado pela imprensa carioca por gastos excessivos (aluguel de automóveis/gasolina), embora legais.

A escória!

A campanha eleitoral não começou oficialmente e a mídia bolsonarista através de seus “paus mandados” de sempre começou com a prática de ilações, notícias falsas e insultos. A “pregação” se concentra contra aqueles que consideram inimigos. Não possuem qualquer ética e valor.

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

SARAVÁ!!!!!

As secretarias de educação e saúde são as mais “cascudas” e sensíveis para a população. Na Educação a greve acabou e na Saúde entrou novo secretário, abduzido em São João de Meriti, por algum objeto voador não identificado (OVNI) da prefeitura de Cabo Frio. O secretário, de cara, foi agraciado com uma oferenda. Saravá!

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

ENCONTRO CULTURAL COM VÍNI CANISSO.

Víni Canisso sacode a Jovem TV com o programa Encontro Cultural. Acontece toda terça, a partir das 14:30 horas, com três “repetecos” durante a semana.

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

FICA A DICA! Cláudio Leitão

Um recado aos jornalistas que irão comparecer na tal coletiva de imprensa que o prefeito Adriano prometeu marcar em local não revelado e sem data definida, em entrevista no Programa Sidnei Marinho, na Litoral News TV, no dia 10 de fevereiro, com o objetivo de dar “novos” esclarecimentos sobre os desvios de recursos para a Educação:

Perguntem pelo lado financeiro dos repasses para a conta corrente específica para receber os recursos de arrecadação própria do município (ISS, IPTU, ITBI, etc).

Solicitem uma prova concreta destas transferências com a apresentação dos extratos da conta: Banco do Brasil – conta número 71986-2.

Perguntem pelos relatórios de Transferências Decendiais para a Educação. São relatórios mensais gerados pela contabilidade da Secretaria de Fazenda.

Não se limitem apenas a analisar e considerar “números contábeis”. Ainda mais, sabendo todos nós, como funciona o “acolhimento” na análise desta contabilidade pelo TCE.

Um lembrete: A auditoria foi feita por funcionários da prefeitura. Tem funcionário portariado e funcionário concursado, mas com parente com portaria. A auditoria não é externa e independente.

Dados contábeis não colocam merenda nas escolas e não pagam o salário dos servidores.

Quando os valores supostamente transferidos forem apresentados, solicitem a comprovação com o detalhamento da despesa e como foi aplicado o recurso.

Transparência é isso. O resto é enrolação!!

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter