PRAÇA PORTO ROCHA, FEIA E MALTRATADA!

Dois pesos, duas medidas!

A calçada frente ao prédio do Charitas, feita na base do “embrulha e manda”, no governo de Marquinhos Mendes, após inúmeros apelos da Asaerla e desse blog, está precisando muito de reparos. O governo foi rápido para desocupar o Charitas, mas de uma incrível lentidão para consertar uma calçada: dois pesos, duas medidas!

 “Oscar da feiúra”

Quando vai aparecer uma “alma caridosa” da República do Edifício das Professoras, que faça uma grande reforma na histórica Praça Porto Rocha? A praça vem sendo destruída por seguidos governos e ganhou o “Oscar da feiúra”, no final do governo Marquinhos Mendes. No governo seguinte, de Alair Corrêa, sob o olhar complacente da Guarda Municipal, a reforma fajuta foi ainda depredada.

Qualidade de vida!

O Centro Médico Victor Rocha, localizado em frente ao Hospital Santa Izabel, na Rua Barão do Rio Branco, tem escada, rampa e jardim bem cuidados. Falta, porém corrimão de acesso: o número de idosos, cadeirantes e pessoas com deficiência, que ali transitam é grande. É preciso melhorar a qualidade de vida das pessoas.

De Aldeia Velha para Cabo Frio.

Após cerca de dez dias descansando em seu refúgio, no distrito de Aldeia Velha, a ex-secretária municipal de cultura, Meri Damaceno, está em Cabo Frio. A memorialista cabofriense, que muitos pensam ser vegana, foi vista traçando uma bela carne assada, em restaurante no centro da cidade.

Inelegível, mas não imóvel.

Apesar de estar inelegível, após a decisão da câmara de vereadores, o ex-prefeito Marquinhos Mendes, continua alimentando a perspectiva da candidatura, em 2020. Muitos atribuem à insistência, a necessidade de manter o seu grupo político unido e capaz de influenciar a sucessão no próximo ano.

Encontros & Desencontros.

Entre tantos encontros e desencontros da vida política e social cabofriense os “promoters” devem sempre ficar atentos. Não será interessante convidar para o mesmo jantar o ex-vereador Rui Machado e o ex-prefeito Marquinhos Mendes. Efeito da histórica sessão da câmara que tornou Marquinhos Mendes inelegível.

O grupo de Marquinhos pode se fragmentar.

O grupo do ex-prefeito Marquinhos Mendes, ao longo do processo, pode se fragmentar e se subdividir em três subgrupos: aqueles que apóiam o lançamento da esposa do ex-prefeito; os que defendem o apoio a reeleição de Adriano Moreno e os que querem a candidatura do presidente da câmara, Luis Geraldo Azevedo.

Xadrez eleitoral de 2020.

Correndo por fora está o ex-prefeito José Bonifácio Novellino, que claramente procura não se desgastar com as “bolas divididas” da política local. Segundo um atento observador da política de Cabo Frio, José Bonifácio precisa consolidar seu nome em Tamoios para ser uma peça decisiva no xadrez eleitoral, de 2020.

COMO UMA ANDORINHA.

A senhora acorda cedo e caminha. Ainda há pouca gente pelas ruas e por isso elas ficam maiores. No meio do dia os carros, os ciclistas e os meninos voltando da escola tornam o caminho estreito e dificílimo para essa senhora fazer sua lenta caminhada sem inquietações.

Logo quando a firmeza esvaiu-se das pernas ela chorou. É que as coisas das quais mais sentimos falta quando perdemos são aquelas que menos nos apercebemos quando fazemos. Contudo como as lágrimas são finitas e a vida não é uma linha reta, no dia seguinte ela resolveu seguir as orientações e reaprender a andar através de exercícios, alongamentos e muita paciência.

Começou dentro do quintal onde admirava os próprios pés e para cada passo acendia um sorriso. Com poucos meses ganhou novamente as ruas durante o cedo das manhãs. Agora a lentidão lhe provera com a habilidade de perceber pequenos detalhes: a flor amarela do capim, a barata esmagada no asfalto, o número 42 a mostra na sola do sapato abandonado sobre o meio-fio. Poder andar novamente era uma verdadeira dádiva!

Para alguns ela era uma senhora antipática. Isso porque demorava para devolver um cumprimento. Precisava estacionar-se, levantar a cabeça, direcionar o olhar, aprontar o sorriso e acenar. Tantas vezes a outra pessoa já tinha ido porque estava sem tempo.

Quando voltava das caminhadas sentava-se na varanda e observava as andorinhas. Esses pássaros que voam – porque voar é bom! – com a cabeça virada olhando as próprias asas. Então, ria alto essa senhora que não voava, mas que ao andar sentia um prazer de andorinha.

Rafael Alvarenga

Cabo Frio, 24 de julho de 2019.

O GOVERNO QUER CALMARIA E BOAS NOTÍCIAS. TERÁ?

Janio e os vereadores.

O ex-deputado Janio Mendes continua trabalhando política pelo interior do Estado do Rio. No início da semana compareceu ao Café per Tutti, no centro de Cabo Frio, acompanhado pelos vereadores iguabenses Paulo Ritto e Marcilei Lessa, que deve ser o próximo presidente da câmara.

Manifesto da SAL.

Como qualquer pessoa de bom-senso poderia imaginar a desocupação do Charitas continua repercutindo. A SAL (Sociedade de Artistas Livres) lança manifesto, sob a forma de vídeo, protestando contra a criminalização dos líderes do “Ocupa Charitas”: Filipe Campos, Ravi Arrabal, Taz Mureb e Yuri Vasconcellos.

Sepe & Ministério Público

O Sepe Lagos tem reunião no Ministério Público Estadual (MPE-RJ), amanhã, quinta-feira, 25, às 14 horas. Assuntos: salários atrasados na rede pública municipal e desvio de finalidade de 40 milhões de reais das chamadas ‘verbas carimbadas’ da Educação. Muita água ainda vai passar embaixo da Ponte Feliciano Sodré, no velho e bom Canal do Itajuru.

Qual o caminho a seguir?

O ex-secretário municipal de educação Cláudio Leitão ainda não decidiu que caminho político-partidário seguir. Sua preocupação no momento é deixar muito clara a natureza de sua participação como membro do primeiro escalão do governo Adriano Moreno, com a presença da subsecretária, Denize Alvarenga.

Calmaria e boas notícias.

O governo de Adriano Moreno está brigando por uma pauta de boas notícias e calmaria na política sindical. A renegociação de pendências, tanto com fornecedores, como com os sindicatos, vai ficar mesmo nas mãos de Clésio Guimarães Faria. O pessoal ligado ao capital financeiro vai ficar “quarando”, enquanto aprende a lidar com finanças públicas.

Sem salários não tem jeito.

A calmaria tão desejada pelo governo só vai mesmo acontecer quando o governo fizer uma tabela, ao menos até o final do ano, para pagamento de salários. Impossível ter uma câmara tranqüila, mesmo com maioria, se os servidores não estiverem com os salários em dia. A eleição é logo ali, em 2020, e os vereadores querem a reeleição.

Enquanto isso, em Búzios.

O judiciário não tem mesmo o menor respeito pelo povo de Búzios. Ontem, em mais uma decisão, André Granado voltou a sentar na doce cadeira (ou será poltrona) de prefeito. É um entra e sai que impede qualquer política pública conseqüente, prejudicando em muito a imagem da cidade e a sua população. O judiciário parece não perder a oportunidade dar vexame.

Boulevard Bohemio.

Empresários e prefeitura, através da secretaria de turismo, tentam reabilitar e melhorar a imagem do Canal do Itajuru, no trecho que engloba o ‘Boulevard Canal’ e a ‘Orla Scliar’, isto é, bairros do Centro e São Bento. O evento, “Boulevard Bohemio” (com h é sempre mais chique) espera dar novo glamour a uma região que foi o “point” de encontro da cidade.

A DESCOBERTA DA VELHICE – Zuenir Ventura.

Como não brinco o carnaval, brinquei de registrar alguns sinais que o passar do tempo, cada vez mais rápido, deixa na gente. São flagrantes da série sobre a descoberta da velhice. Ei-los:

— Você descobre que está ficando velho quando já é há muito tempo e acha que “está ficando”.

— Você percebe que está velho quando se lembra da época em que acompanhava desfiles de escola de samba em pé, na beira da pista, durante 14 horas seguidas, e hoje cochila vendo pela televisão já na primeira meia hora de transmissão.

— Você desconfia que seu gosto envelheceu quando acha “La la land” engraçadinho, mas meio chatinho, e quase todo mundo adora, inclusive Elio Gaspari.

— Você tem certeza de que sua opinião não vale mais nada quando se escandaliza com a violência selvagem dessas lutas de MMA, agora para mulheres também. Gostaria de saber o que as neofeministas acham desse empoderamento. São brigas ferozes que atraem milhares de pessoas aqui e lá fora para aplaudir rostos deformados por socos e pontapés, e para depois reclamar da “insuportável violência urbana no mundo moderno”.

— Você suspeita que está mais pra lá do que pra cá quando alguém, com certeza esperando o pior, te olha e, surpreso com o que está vendo, diz em tom de consolo: “Mas você está muito bem!”

— Você sabe que está démodé não só por usar essa palavra, mas também por não concordar com a visão dos mais jovens de que o Brasil está conservador e careta em termos de costumes, enquanto debatem e até mostram suas intimidades na internet e na televisão. Querem muito mais do que apenas discutir, por exemplo, quanto tempo o homem leva para uma segunda rodada na cama. Querem demonstração prática.

— Você se sente um objeto não identificado, quando nos acham estranhos porque nascemos antes do e-mail, do WhatsApp, do Facebook, do Twitter, da comida congelada, da penicilina, das fraldas descartáveis, da Gisele Bündchen, do cartão de crédito, da pílula, das canetas esferográficas, do radar, das máquinas de lavar pratos e das equipes econômicas, que nos consideram improdutivos.

— Em compensação, você acha que valeu a pena chegar à velhice ao ouvir seu neto Eric, de 4 anos, discorrer sobre a importância da “Lua no sistema sideral”. E assistir à sua irmã, Alice, de 7 anos, anunciar que está escrevendo um livro e, mesmo antes de terminá-lo, querer saber como faz “para entrar na Academia” — não a de ginástica, mas a Brasileira de Letras.

TRANSPARÊNCIA NUNCA É DEMAIS!

Maria Joaquina: transparência nunca é demais.

A questão do bairro de Maria Joaquina levantado aqui pelo Blog do Totonho continua despertando o debate entre os internautas. O governo de Adriano Moreno diz publicamente que Cabo Frio não está desistindo de Maria Joaquina, mas que se trata de uma estratégia jurídica da prefeitura: de uma forma ou de outra a população deveria estar sendo esclarecida. Transparência nunca é demais!

Quem será o candidato de Marquinhos?

Volta e meia o presidente da câmara, Luis Geraldo vê o seu nome citado como uma possibilidade de candidatura a prefeito de Cabo Frio. O vereador sempre nega que a “mosca azul” o tenha picado nessa direção. Volta à questão: quem Marquinhos Mendes vai apoiar, em 2020?

Entre safra eleitoral.

A câmara está em recesso, mas isso não significa que as atividades políticas típicas da entre safra eleitoral estejam paradas ou “fora de moda”. Ao contrário, nessa época, em que os neófitos descansam a turma que faz política para sobreviver trabalha com intensidade.

As calçadas!

A Prolagos deu uma “aguada de cimento”, em sua calçada lateral. Resolveu? A princípio, sim, mas a cidade merece calçadas melhores, bem melhores. A calçada em frente ao Charitas foi feita aos “trancos e barrancos”, no governo de Marquinhos Mendes. O prédio histórico do Charitas, sede da secretaria de cultura e do Museu José de Dome, também merece coisa muito melhor.

Descaso com a cidade.

A maior parte das calçadas e dos equipamentos urbanos, que tornam a cidade mais bonita, agradável e melhoram a qualidade de vida, está em péssimo estado. A caminhada na orla do Canal do Itajuru revela o descaso dos governantes: nenhum banco está inteiro.

Eleição em 2020

Muita gente preocupada com o dinheiro que deverá ser jogado na cidade durante a próxima eleição para prefeito e câmara de vereadores. Alguns analistas da vida política local temem a expansão do “modus operandi” da Baixada Fluminense e Jardim Catarina, na Região dos Lagos.

“Salvação da lavoura”?

O segundo semestre não costuma ser uma maravilha em termos de arrecadação para o município. O governo Adriano Moreno, entretanto, aposta na experiência do professor e empresário Clésio Guimarães Faria, que pode não sacar de mercado financeiro, mas entende de finanças públicas. Será que o governo consegue colocar os salários em dia?

Milton deitou falação.

O secretário de cultura Milton Alencar Jr. deitou falação em entrevista, na Folha dos Lagos. O secretário diz que quer trabalhar com todos, tocar os projetos da administração anterior e que as portas da secretaria estão abertas. Caso o dia a dia confirme as palavras do secretário será uma forma de distender os ânimos e buscar formas de conciliação.

ALGUÉM – Fábio Emecê.

ALGUÉM

 Pele

não habito

sobre a pele

inscrevo

um rito

sobre detonar tensões

infinito

código genético

cuspe

regurgito

dedos safados

movimento anti-horário

habilito

zero e um

transmito

queria ser sufocado

senta mais

admito

recusaram

meus convites

olhos famintos

limito

dores além do alcance

boca fascinante

interdito

apenas uma chance

quadril lancinante

plebiscito

vozes discordantes

não deixaram ir adiante

conflito

fito

afoito em busco de coito

no leito

débito

externo

modero

o pleito

pretérito

onde se incha

necessito

demérito

ando estrépido

quase cético

me ame

ou tire proveito

antes que fique

decrépito

cessa o crédito

chama o exército

detenha

a excitação

o que acontece

não é nada inédito

ficar na pista

sem ao menos a

entrevista

antiético

não sou hermético

errei a prova

não cumpri o quesito

não faça isso comigo

perigo

jazigo

meu jazigo

amém

alguém?

 

ECONOMIA OU DEMANDA REPRIMIDA?

Atento leitor aqui do Blog do Totonho observou bem a entrevista do prefeito Adriano Moreno, na mídia local. Achou então que a entrevista do prefeito merecia alguns reparos. Aqui vão eles! O leitor preferiu manter o anonimato.

O prefeito Dr. Adriano Moreno nas entrevistas da semana passada, por conta de seus 365 dias a frente da Prefeitura de Cabo Frio, mencionou várias conquistas de seu governo. O que mais me chamou a atenção foi ele ter mencionado a economia de quase R$ 20.000.000,00 (vinte milhões de reais) junto à Secretaria de Saúde na compra de medicamentos. Aí eu pergunto: economizou ou comprou menos? Economia, na minha visão, é comprar a mesma coisa pagando menos. Se comprar menos, claro e evidente que terá que pagar menos. Segundo pude apurar mais da metade dos medicamentos que devem ser adquiridos pela Secretaria de Saúde não foram cotados (comprados). O processo 87074/2018 para aquisição de medicamentos referente à licitação nº 9/2019 no valor inicial de R$ 35.981.043,36 foi homologado pelo valor de R$ 13.176.897,00, o que significa dizer que a quantidade solicitada não atende a demanda do município. Sobre as Emendas Parlamentares 20100001, 32680006 e 288100003 com valores respectivos de R$ 2.375.800,00; R$ 250.000,00 e R$ 1.000.000,00, as verbas já estão em conta corrente do município e com as despesas aprovadas pela Câmara Municipal desde o governo anterior (Marquinho Mendes), quando foram abertos os processos nºs 11.024/2018 e 16.322/2018 para aquisição de mobiliário e equipamentos médicos hospitalares, veículos, maquinários para lavanderia etc… Já transcorrido mais de 365 dias, por que ainda não foram licitados? São tantas conquistas “alegadas” pelo prefeito que a população vai ficar de queixo caído com essas informações. Será que existe uma resposta plausível para isso ou deve-se ao fato da Superintendente do Setor de Compras trabalhar poucos dias na semana, por conta distância de sua residência, e não ter tempo suficiente para resolver tantos problemas???

O PREFEITO DA FARSA E DA MENTIRA – Cláudio Leitão.

O Prefeito de Cabo Frio, Adriano Moreno, deu uma entrevista na semana passada à Folha dos Lagos fazendo um balanço do seu primeiro ano de governo e em alguns trechos meu nome foi citado em relação as ações de governo, particularmente, na educação.

Disse ele: “ Na educação, tínhamos 5.169 funcionários. Quando retomo a secretaria, vem para mim com 6.888 funcionários. Tudo bem. Inauguramos em um ano duas escolas em Tamoios: Maria Helena e Janaína Teles. Não é por isso. Isso foi questionado não só por mim, mas pelo Sepe Lagos, que levantou esse aumento dentro da secretaria. A nova secretária tem procurado enxugar a pasta. E tem encontrado funcionários dentro da administração da secretaria que não eram necessários.”

O prefeito tem se revelado um mentiroso contumaz. Durante a campanha todos viram ele afirmar que a Educação seria uma das prioridades. O aumento dos servidores na educação foi para atender as necessidades das escolas. Inauguramos três escolas e três Cenapes. Esses números aos quais ele se refere são mentirosos, pois nunca tivemos menos de 6.000 servidores. Aumentamos em torno de 900 servidores, sendo que cerca de 400 eram professores chamados por determinação judicial do concurso de 2009. Também por determinação do MP chamamos através do processo seletivo cerca de 300 auxiliares de classe. As crianças com deficiência têm este direito garantido em sala de aula.

O restante foi por conta das inaugurações e necessidades específicas das escolas. Saímos de 30.580 alunos em 2018 e chegamos perto de 35.000 alunos em 2019. Todos admitidos por contrato através de processo seletivo sem interferência política. Jamais a educação avançou tanto em tão pouco tempo. O prefeito que parece um beócio, pois nunca sabe de nada, sempre foi informado disso. Não fizemos nenhum aumento de cargos comissionados dentro da secretaria. A reforma administrativa recém realizada pelo prefeito que vive hoje fantasiado de “pinóquio” é que aumentou o número de cargos comissionados na SEMME para atender a demanda de um vereador que hoje “manda e desmanda” na pasta. É mais uma mentira de um cidadão que a cada dia tem menor credibilidade sobre o que promete, o que fala e realiza.

Sobre o desvio de mais de 40 milhões de recursos da educação, disse ele: “Tenho certeza que é uma calúnia. Ela é fruto de uma vaidade, de uma soberba, que me estranha. Então, por ego ferido ou vaidade, às vezes as pessoas tomam atitudes inconsequentes e também irresponsáveis. Estamos fazendo uma auditoria, uma tomada de contas dentro da secretaria de Educação. Temos todos os relatórios sendo finalizados esta semana. Já apuramos essa questão toda. Vamos entregar [os documentos] para o Ministério Público, para a Polícia Federal.”

Mais uma vez, num misto de cinismo e desfaçatez ele mente com uma “cara de pau lustrada com ´óleo de peroba”. Os desvios e fraudes contábeis estão provados com farta documentação entregue por mim ao MP, GAEDUC, MPF e demais instâncias. São relatórios contábeis, extratos de contas, memorandos, ofícios com confissões de dívidas, etc.Ele mesmo assinou o recebimento de vários destes ofícios que mostravam a ele os desvios, inclusive um emitido pela Secretaria de Fazenda. Nunca tive apego ao cargo ou qualquer vaidade, por isso não aceitei todos estes desmandos. A tal auditoria é mais um papo furado. Já prometeu outras e não cumpriu. Já se passaram dois meses da minha denúncia e nenhuma “folhinha de papel” negando foi apresentada pelo governo. Estão enrolados na Secretaria de Fazenda preparando uma resposta a um ofício que receberam do MP para prestar esclarecimentos.Haja “contabilidade criativa” para justificar isso !

O prefeito aluado ainda não foi informado que o seu irresponsável Secretário de Fazenda, que hoje é conhecido na cidade pela alcunha de Cati Quarentinha, foi a reunião do Conselho CACS FUNDEB e admitiu perante os conselheiros os desvios. Sim, ele se tornou réu confesso. A ata da reunião com as respectivas transcrições foi entregue ao MP. O promotor do caso já pediu ao Conselho o áudio da reunião. O prefeito idiota parece que também não foi informado pelo seu jurídico que ele e o secretário de fazenda em função de tudo isso, descumpriram um TAC firmado entre o MP e a prefeitura, homologado na Segunda Vara Civil de Cabo Frio. Vão cair e não completarão o mandato, por este e outros desvios na Saúde e Comsercaf.

Saí do governo porque não foram estes o programa e o projeto de cidade que defendemos na campanha. Entreguei o cargo e ia formalizar minha exoneração, mas o pilantra do prefeito, pelas costas, publicou minha demissão pelas redes sociais.  A população tem acompanhado os seguidos atos de traição aos antigos companheiros de campanha. Acompanha também a sequência de escândalos e denúncias de corrupção que envolvem o governo. Adriano governa hoje de forma surreal com os quadros que apoiaram MM na campanha passada e que o esculacharam publicamente durante o pleito eleitoral.Tem um conluio sombrio em tudo isso que envolve grana e a prática da baixa e velha política fisiológica e clientelista, situações que o prefeito farsante dizia que ia combater na pré-campanha.

Adriano e Cati, o tal “supersecretário” de Fazenda, se transformaram em “réplicas mal acabadas” de Marquinhos e Alair. Há denúncias de direcionamento em grandes licitações a “empresas amigas” e pagamentos de dívidas de governos passados com cobrança de propina. O prefeito mente e nega estes pagamentos, mas eles estão lá escondidos na Fazenda sem aparecer no inepto Portal da Transparência. Uma destas denúncias ao MP é de minha autoria. Arrebentaram as contas públicas do município e não conseguem honrar o pagamento dos servidores dentro do prazo legal.

Desafio estes dois covardes a me processarem por apontar estes fatos, pois assim vamos abrir a “caixa preta” da Secretaria de Fazenda.

Claudio Leitão é economista, professor de História e ex-Secretário de Educação de Cabo Frio.

* As opiniões e comentários não representam a opinião do Blog do Totonho. A responsabilidade é do autor da mensagem e do texto.