A TROCA!

A troca!

A substituição de Janaína Revelles, leia-se Vidal, na secretaria de assistência social é parte do “freio de arrumação”, que o prefeito José Bonifácio faz no secretariado recém estabelecido. A professora Nilza Miquelotti assume a secretaria, pasta onde tem vasta experiência.

A autoridade política

Na “rearrumação da casa” ou no “novo formato” como dizem os modernosos da nova linguagem, fica clara a disposição do prefeito de estabelecer limites nas atribuições e na autonomia. Cabe então ao prefeito a última palavra até porque a responsabilidade política é dele.

Quem será?

Muita gente perguntando quem vai ocupar o lugar de Nilza Miquelotti, na chefia de gabinete. Há quem aposte no “assessor especialíssimo” Gustavo Beranger, amigo de longa data do prefeito, mas esse certamente se for convidado não deve aceitar e se o fizer será uma surpresa: prefere os bastidores. Quem sabe Rafael Peçanha ou a solução caseira de Pedro José?

Uma questão de estilo

Há quem diga que essa primeira mexida no secretariado pode ser atribuída a necessidade de adequação de determinadas peças políticas ao estilo José Bonifácio de administrar. Ao contrário do ex-prefeito Adriano Moreno a expressão “deixa vida me levar” não faz parte do dia-a-dia do economista, formado pela UFF, que exerce a prefeitura pela terceira vez.

Arraial e a crise

Andinho, Renatinho Vianna e Henrique Mellman são as mais importantes lideranças políticas de Arraial do Cabo. Será que esse quadro por si só explica a crise contínua em que vive o município? Arraial precisa, com urgência, mudar seus costumes políticos, mas o município parece cristalizado no tempo.

Compartilhe:
Instagram
0Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *