REFORMA ADMINISTRATIVA

A reforma administrativa vai ser debatida na câmara. É importante que seja e obriga a base política do governo a se mexer, na medida em que é responsável pela interlocução com o legislativo. Certamente, Aquiles Barreto e Miguel Alencar terão muito a discutir.

Salários atrasados

Os três últimos prefeitos: Alair Corrêa, Marquinhos Mendes e Adriano Moreno não conseguiram pagar os salários dos funcionários públicos em dia. José Bonifácio garante que é um compromisso, que construiu ao longo da vida pública e que a dívida da prefeitura com os servidores será sanada.

Desperdício & Negociação

O governo de José Bonifácio precisa tapar os ralos do desperdício e ao mesmo tempo criar um plano de pagamento dos atrasados, que possa ser negociado com os sindicatos dos servidores. Não é um processo rápido e para que dê certo demanda diálogo com as diferentes categorias do serviço público.

Emparedar?

Alguns setores acreditam que o governo não pode ceder e muito menos responder aos ataques dos grupelhos radicais, que tentam emparedar politicamente a administração com menos de 30 dias de mandato. Apesar de fazerem muito barulho nas redes sociais esses grupelhos têm rendimento eleitoral pífio, alguns não conseguem ser medidos pelas pesquisas.

Grupelhos X Silêncio

Alguns grupelhos radicais estimulam o confronto com publicações insultuosas, típicas do trumpismo e do bolsonarismo, embora não se reconheçam como tais, mas tem o DNA. O governo diz que não vai responder a essas agressões e que na medida em que conseguir cumprir os compromissos o movimento se esvazia.

Marquinhos e o Surf

O ex-prefeito Marquinhos Mendes visitou na manhã de ontem a nova sede da secretaria de turismo e esportes. Foi recebido pelo secretário Flávio Rosa e pelo prefeito José Bonifácio. O Museu do Surf, criação de Telmo Moraes, foi construído no governo de Marquinhos Mendes. O ex-prefeito fez até discurso.

Bonifácio e Marquinhos 1

Há quem não goste da aproximação do ex-prefeito Marquinhos Mendes com José Bonifácio. O pessoal que sonha sentar no gabinete do Palácio Tiradentes com a caneta cheia de tinta teme que a relação pessoal realimente antiga aliança política.

Bonifácio e Marquinhos 2

Hoje no MDB, Marquinhos foi, com seu pai, o ex-deputado Wilson Mendes, filiado ao PDT. O rompimento se deu em 1996 quando Marquinhos se desligou do PDT e foi vice de Alair Corrêa, chapa que venceu as eleições para a prefeitura. Apesar de adversários políticos as relações entre José Bonifácio e Marquinhos Mendes sempre foram cordiais e civilizadas.

Compartilhe:
Instagram
0Shares

Um comentário em “REFORMA ADMINISTRATIVA”

  1. Boa tarde Totonho…bom…eu nao visto a carapuça de membro de “grupelhos radicais”. aliás esse discurso é caracaterístico de governos da direita…e muito menos de possuir um DNA do Trumpismo e do Bolsonarismo enrustido…na verdade a postura e o discurso de Zezinho ameaçando de corte de ponto dos trabalhadores é que pareceu uma revelação deste DNA…sei que existem pessoas agindo com essa intenção mas não somos nós…nossa crítica é pela forma que ele iniciou seu governo de forma autoritária ao invés de chamar os setores organizados da sociedade para conversar e planenar junto a possível saída desse caos… Luiz Américo Figueiredo
    Você enviou Hoje às 15:16

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *