LIXO URBANÍSTICO E ARQUITETÔNICO

Diferentes governos com todas as colorações políticas e ideológicas, culminando com Marquinhos Mendes, deixaram a Praça Porto Rocha um lixo urbanístico/arquitetônico. O “modelito” atual da praça envergonha os cabofrienses: parece um cemitério/shopping de portas abertas e sem bancos para sentar.

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

2 comentários em “LIXO URBANÍSTICO E ARQUITETÔNICO”

  1. Como muitos acompanhei a escalada de modificações da arquitetura desta praça . Vivi para conhecer este espaço urbano com bancos, todos sombreados pelos frondosos Ficus que foram cortados, segundo minha memória, por abrigar insetos chamados de “lacerdinha”, que realmente existiram, meus olhos arderam com eles.
    Mas foi aí que começou a transformação da praça numa colcha de retalhos que atualmente se encontra. Nunca entendi a falta de árvores nessa praça, uma proposta arquitetônica que trouxesse uma unidade estética atrelada a sua história. Apesar da ardência nos olhos, guardo na memória visual os frondosos Ficus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *