AOS TRANCOS E BARRANCOS

Aos trancos e barrancos está acontecendo à transição, embora o governo de Adriano Moreno não canse de fazer burradas, se é que esse é o nome adequado para a venda de áreas públicas para pagar dívidas da prefeitura com a Prolagos, em final de governo.

Talvez os desmemoriados que apoiaram com ênfase à campanha de Adriano Moreno a prefeitura se recuperem da amnésia coletiva e lembrem dos discursos contra a política, os políticos e a corrupção.

Hoje é difícil encontrar na cidade alguém que assuma publicamente que fez a campanha e votou no líder da “República do Edifício das Professoras” (Edifício Lila). Todos foram levados pelo vento sudoeste e não aparece ninguém para contar a história.

O ainda prefeito Adriano Moreno, teve a coragem de tentar a reeleição, mas viu apenas 1231 votos caírem na urna eletrônica: o desprezo da opinião pública por sua candidatura foi quase absoluto. O prefeito termina o mandato praticamente sozinho.

Alguns com mais sorte e com muito oportunismo bateram asas para outras prefeituras da Região dos Lagos: o medo é o desemprego em plena pandemia. Coerência política e ideológica são artigos raros, quase inexistentes nesse emaranhado da política local.

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *