ÓLEO DE PEROBA

Óleo de peroba

Muitos dos derrotados em 15 de novembro estão colocando os seus nomes à disposição da população e obviamente do prefeito eleito. Sempre enfatizando que o intuito é servir ao povo e não a si mesmo. O discurso, de tão manjado e antigo, é cheio de traças, mas a cara de pau resiste a qualquer óleo de peroba.

O Inoxidável

A minguada votação de pouco mais de 800 votos na eleição para prefeito parece não ter desanimado o radialista Dirlei Pereira. O político foi de tudo um pouco, vereador e secretário de saúde e de governo de Alair Corrêa. Hoje, clama pela moralidade pública e abre espaço para a turma que sem votos apela para teorias da conspiração e fraudes na justiça eleitoral.

Disputa ou Consenso?

As redes sociais transmitem a idéia que se trava luta encarniçada pela presidência da câmara. Às vezes acontece, mas é raro. Normalmente a eleição do presidente do legislativo acontece por consenso para não prejudicar a articulação política dentro da casa. Afinal, todos se acomodam nas confortáveis poltronas do Plenário Oswaldo Rodrigues.

Magdala & Tamoios

Pelas declarações do prefeito eleito de Cabo Frio, a vice Magdala Furtado será amplamente prestigiada. Magdala não terá um cargo meramente decorativo, mas papel essencial na nova administração. José Bonifácio tem reafirmado o desejo de dar a Tamoios a importância que o 2º Distrito nunca teve na política cabofriense.

O discreto Marquinhos Mendes

Marquinhos Mendes manteve bastante discreto após o 15 de novembro. O ex-prefeito foi o 3º colocado após processo político tumultuado, quando antes de confirmar a candidatura deu seu apoio ao vereador Aquiles Barreto. Pesou para a derrota a demora no lançamento da candidatura e o temor que não pudesse tomar posse.

Secretariado

A formação do secretariado não será subordinada a pressão das redes sociais ou de grupos econômicos que sempre rondam o Palácio Tiradentes nesses períodos que antecedem a posse dos prefeitos. A idéia hegemônica é prestigiar os grupos que deram apoio na fase de formatação da arquitetura do projeto político-eleitoral do hoje prefeito eleito.

Estrelas cadentes?

Aquiles Barreto e Rafael Peçanha, ambos jovens políticos, aparecem como “novas figuras” da política cabofriense. Resta saber e só o tempo vai dizer se permanecerão no firmamento ou apenas serão estrelas cadentes. O novo governo poderá contribuir para uma resposta duradoura.

No governo bolsonarista

O governo bolsonarista de Cláudio Castro ganhou novo secretário de ciência e tecnologia, o deputado Sérgio L. Azevedo. O deputado parece não ter gostado da ALERJ, primeiro tentou ser prefeito de Cabo Frio, mas depois da dura derrota, 11 mil votos, optou por fazer parte do governo do estado.

A derrota do bolsonarismo

O bolsonarismo foi amplamente derrotado nas eleições municipais, mas o deputado continua apostando no que resta de popularidade ao presidente da república. Mesmo com toda a fidelidade do deputado o apoio de Bolsonaro a sua candidatura foi pífio, provocando indignação nos coordenadores da campanha.

Vovô Bibiu recomenda calma

Alguns bolsonaristas mais exaltados continuam trabalhando as “teorias da conspiração” apesar dos seus candidatos terem sido fragorosamente derrotados nas urnas. Em sua última carta psicografada Vovô Bibiu, o “Homem do Obelisco” recomendou calma: os adeptos da TFP, entretanto, não sossegam.

Compartilhe:
Instagram
0Shares

Um comentário em “ÓLEO DE PEROBA”

  1. Dirlei Pereira é um ridículo, depois que protagonizou a invasão do terreiro de dona Geralda no Boca do Mato junto com uma turba de religiosos, apedrejando e derrubando altares de santos, o que respondeu na justiça em 2004, passei a não acreditar nesse fanfarrão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *