PATÉTICO & VERGONHOSO

O governo de Adriano Moreno/Antônio Carlos Vieira, o Cati, está em estado terminal, sem a menor possibilidade de ressurreição. O vídeo, gravado pelo prefeito, quando do falecimento do empresário José Martins, foi patético, vergonhoso e mostrou desespero e falta de respeito com o triste momento que estamos vivendo.

O rompimento deixou marcas profundas

Uma pena que um governante, que chegou ao poder, gerando tanta esperança, termine com um nível absurdo de rejeição. As acrobacias começaram no momento em que a dupla Adriano/Cati rompeu com o grupo que o elegeu e traçou toda a estratégia de campanha. O rompimento foi tão abrupto, que até amizades de longa data foram desmanchadas.

A demonização da política

A eleição se deu com o discurso de demonização da política, desenvolvido por uma parte do grupo que o acompanhava, cujo caráter era extremamente reacionário. Cansada de sucessivas crises nos governos de Alair Corrêa e Marquinhos Mendes a população deu ao grupo o 2º lugar na eleição, o que permitiu Adriano/Cati assumir com a saída de Marquinhos da prefeitura. O resultado foi ainda pior.

A CPI

A CPI instalada pela câmara, por unanimidade, tem duas vertentes: apurar a possível burla da lei eleitoral, que proíbe a prefeitura de contratar e demitir, no período eleitoral e investigar as seguidas tentativas de instalação das OSs em Cabo Frio.

OSs É PRIVATIZAÇÃO

A instalação das OSs representa a privatização da saúde pública, porque entrega a operação das unidades de saúde em mãos do empresariado. Ao contrário do propagado, aumenta consideravelmente os custos e continua permitindo a manipulação política em um setor estratégico, como se vê neste momento de pandemia do covid-19.

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *