APRENDENDO A FALAR

Foi bom o tempo

em que estávamos

aprendendo a falar:

você me comia com os olhos

eu te imaginava nua.

Hoje sobram palavras

e te perco

por não saber dizer

o quanto te quero.

Os bárbaros dirão

que falta a palavra certa

mas o que eu mais prezo

é o silêncio do tempo

em que éramos mudos.

(Ricardo do Carmo)

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *