A IMPORTÂNCIA DA SAÚDE DE BASE E DA FISCALIZAÇÃO DOS RECURSOS

A cobertura de 54% é muito baixa. Tanto a população quanto a Câmara precisam cobrar do prefeito eleito para 2021 que implemente ações para criar novas equipes e ampliar os postos do principal programa de saúde pública do país.

A meta tem que ser 100% de cobertura. Precisamos cuidar da saúde das pessoas e não apenas tratar das doenças, e consequentemente, reduzir as demandas nas estruturas emergenciais.

Entretanto, é fundamental que o vereador conheça o orçamento público para uma efetiva e rigorosa fiscalização dos recursos, tanto os de origem federal quanto, principalmente, os recursos provenientes de arrecadação própria.

A Lei Orçamentária determina um repasse de no mínimo 15% do que foi arrecadado. E aí que ocorrem os maiores desvios para outras áreas.

Eu estarei nesta luta !

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *