SEGUNDA CHAMADA – 2

Nesse fim de semana teremos dois grupos teatrais cariocas, liderados por “pratas da casa”, com trabalhos muito interessantes ocupando o nosso Teatro Quintal. A Menina e a Árvore é uma pesquisa linda sobre Teatro Gestual, com todo o espetáculo sendo feito em uma plataforma de 2.0m x 1.0m e A Casa e o Mundo lá fora é uma pesquisa de Teatro Documentário para falar de Paulo Freire e Educação Popular. O espaço trabalha com um público de 45 espectadores por sessão. Para garantir ingressos antecipados, basta entrar em contato com a professora Conceição pelo telefone (22) 99702-1050.

PEQUENAS DOSES

Betinho, otimista!

Em entrevista ao blog o professor Betinho, candidato do PSOL a prefeito de Cabo Frio, está otimista. Segundo o candidato, o partido tem nome para vice, mas ainda é segredo e o número de candidatas mulheres a câmara supera o estabelecido pela legislação eleitoral: sobra!

Freixo & Adriano

Causou alguma estranheza a foto do prefeito de Cabo Frio, Adriano Moreno (Democratas), com o deputado Marcelo Freixo (PSOL) candidato a prefeito do Rio. O encontro se deu em função de duas emendas parlamentares do deputado, no valor de 230 mil reais voltadas ao Instituto Federal Fluminense – IFF.

Protestos!

A foto do prefeito com o deputado bem que ficou bonitinha, mas como Adriano Moreno anda em maré de grande rejeição popular, os protestos foram muitos. Basta prestar atenção nas redes sociais da Internet.

Cabo Frio do Amanhã

José Bonifácio abre hoje à noite na sede do PDT o Fórum Cabo Frio do Amanhã. O evento é aberto a qualquer pessoa que queira participar. Segundo José Bonifácio é fundamental pensar o futuro de Cabo Frio com diferentes setores da sociedade.

“Dedo na ferida”

O secretário de fazenda de Cabo Frio colocou o “dedo na ferida” ao dizer que os constantes atrasos nos salários do funcionalismo público se deve a folha de pagamento inchada. Com isso o secretário tirou de si mesmo a responsabilidade. Como desinchá-la em ano eleitoral?

“Babau seu Chico”

Para emagrecer a folha de pagamentos o governo de Adriano Moreno teria que ter excelente articulação política, principalmente junto à câmara de vereadores. O processo de emagrecimento tem que contar com o apoio político no legislativo, caso contrário, nada feito ou como diria Vovô Bibiu: “Babau seu Chico”.

Túnel sem luz

Ainda não se consegue vislumbrar uma “luz no fim do túnel” para que a prefeitura de Cabo Frio cumpra seus compromissos e acordos com o funcionalismo público municipal. Em ano de eleição vai ser um “prato cheio” para os adversários de Adriano Moreno.

Adriano: rejeição!

Nas redes sociais a rejeição ao governo do “Democrata” Adriano Moreno é quase total. Mesmo quando o prefeito aparece em ações, que podem ser consideradas meritórias, recebe muitas críticas pesadas. Talvez a rejeição tão acentuada seja fruto da imensa expectativa que seu governo provocou.

Folha dos Lagos – 30 anos!

A comemoração dos 30 anos da Folha dos Lagos leia-se Moacir Cabral, tem mais um evento nesta sexta-feira, 7: a partir das 18 horas apresentação do grupo Amadeus, junto ao Itajuru Shopping, no Canal do Itajuru. Imperdível!!!!!!

Sepe Lagos: grave crise!

A demissão da funcionária Ana Cristina Eduardo, mãe do atual secretário de educação de Cabo Frio, o advogado Ian Eduardo Carvalho, abriu uma crise sem precedentes no Sepe Lagos. Mostrou a ferida aberta na luta intestina que travam duas lideranças da entidade.

CRISE NO SEPE

O SEPE estadual e os regionais irão paralisar suas atividades para participar de uma assembleia no Rio de Janeiro em apoio a funcionária Ana Cristina Eduardo, que foi demitida aqui em Cabo Frio pelo Sepe Lagos. Cartazes com dizeres “ninguém solta a mão de ninguém” apareceram em várias regiões do estado. Filiados ao PSOL participaram de abaixo-assinado em apoio a funcionária.

PEQUENAS DOSES

Demissão & Luta interna

A demissão de Ana Cristina Eduardo, mãe do secretário de educação, pelo Sepe Lagos é reflexo de uma luta intestina, que divide o sindicato entre dois grupos. A luta tem caráter político, mas também pessoal e envolve as duas principais lideranças da entidade.

Sindicato: entidade de massa

O Sepe Lagos, como qualquer sindicato de trabalhadores, tem que ser entendido como entidade de massa, que não deve e não pode ser partidarizada. Quando isso acontece o sindicato se divide, a luta contra o adversário comum enfraquece. Só os trabalhadores perdem.

Duas vertentes

O PT continua trabalhando a possibilidade da candidatura do empresário Renato Marins. Outros setores do partido acreditam que a melhor direção seria no sentido de trabalhar a eleição de um vereador. Nesse caso o interessante seria o fortalecimento da nominata.

Felipe fritado

O rompimento entre o vice-prefeito Felipe Monteiro e o esquema político de Adriano Moreno não se deu de forma abrupta. O ‘mundo político’ sabe que Felipe Monteiro não era o vice dos sonhos de Adriano e desde a posse vem sendo fritado, sem a menor consideração.

Felipe: chances reais de se eleger.

Quando ficou claro, que o vice-prefeito mantinha postura independente e queria uma cadeira na câmara de vereadores, a “fritura” começou. Segundo os rumores das paredes do Palácio Tiradentes o governo resolveu “cortar as asas” de Felipe Monteiro quando percebeu que ele tem reais chances de sentar nas macias poltronas do legislativo.

Rodada Quente!

A roda de conversas políticas no Café Pertutti, no centro de Cabo Frio, foi quente. Reuniu Octávio Perelló, Juninho Nogueira (Caju), José Américo (Babade), Kiko de Timinho, Aroldo Pereira e outros tantos que entravam e saiam durante toda à tarde. A conversa esquentou, mas manteve, em tempo integral, a civilidade.

Coisa mais antiga

Adriano Moreno reuniu-se com o ex-deputado Simão Sessim, representante do governador WW, em Brasília. O prefeito, que dizia não gostar de política e que trabalharia com base na meritocracia, ao ter como parceiro Simão Sessim, desmente a si próprio. Nada mais antigo em prática política que o nilopolitano, da Beija Flor.

Estratégia de longo alcance.

O secretário de governo, Miguel Alencar tem trabalhado para se tornar o vereador mais votado na próxima eleição. Há quem diga que Miguel Alencar e Aquiles Barreto estão de olho mesmo é em 2024. Caso a estratégia se confirme e dê certo o adversário já estaria escolhido: Rafael Peçanha.

Papo descontraído

O “campista” José Martins fica mais nas terras dos goitacases, que em Cabo Frio. Quando está por aqui o empresário e “Rei da Picanha” gosta de um papo descontraído em seu “escritório” junto ao Canal do Itajuru. Entre um café e outro, o papo rende.

Arrumando as malas

O cineasta e artista plástico José Sette está arrumando as malas. Vai voltar para a sua Minas Gerais, mas promete, como todo bom mineiro, que não vai desgrudar do mar. Sette está empolgadíssimo com o seu próximo filme, que vai trabalhar a figura de Teófilo Ottoni e sua Revolução Liberal.

PEQUENAS DOSES

Uma bomba em todos os sentidos da palavra.

O Programa do Dirlei sempre atrás de uma notícia bombástica deu espaço e destaque a Marcelo Tenera, que acusou “Deus e o Mundo”, no governo de Adriano Moreno. Falou pelos cotovelos e disse que voltaria com mais provas contra a prefeitura. Não voltou! Apareceu agora como candidato a prefeito.

Polarização!

São tantos os candidatos a prefeito de Cabo Frio, que não vale a pena gastar tempo e verbo com a maior parte deles. O meio político sabe que no “frigir dos ovos” vão sobrar dois no máximo três candidatos a sentar no “trono” do Palácio Tiradentes, no bairro do São Bento.

José Bonifácio & Rafael Peçanha

Os setores progressistas de Cabo Frio não esconderam a satisfação em ver o clima de amizade e respeito entre os candidatos José Bonifácio e Rafael Peçanha. O “meio político” sabe que os dois estão mantendo abertos os canais de diálogo e que são grandes as possibilidades de um grande e generoso acordo.

Na Casa de Noca …

O rompimento entre o vice-prefeito Felipe Monteiro e o grupo de Adriano Moreno saiu do campo da cordialidade. O vice-prefeito acusa o fisioterapeuta, Sérgio Ribamar, assessor especial do prefeito de invadir seu gabinete até mesmo proferir ameaças. As acusações são negadas por Sérgio Ribamar.

Não levantou vôo.

A Associação Desportiva Cabofriense (ADC) perdeu mais uma. Tudo leva a crer que os esforços da secretaria municipal de esportes, leia-se professor Flávio Rebel, de deixar o “Correão” em “ponto de bala” foram em vão. O time não engrenou.

Público X Privado

A demissão pelo Sepe Lagos de Ana Cristina Eduardo, mãe do secretário de educação Ian Eduardo Carvalho, antes de entrar em barafunda política, ensina que é preciso separar o público do privado. A observação desse ato republicano não permitiria que essa crise viesse a acontecer.

Patos e não fatos

Como é um ano eleitoral a tendência é que as crises tendam a proliferar e ganhar intensidade. Os “patos novos” esperneiam com mais vigor, mas é preciso moderação para que as crises não se aprofundem de tal maneira, que impeçam as conversas políticas.

Sucessão entre ‘Os Bento’

A Família Bento está encontrando dificuldades, mas está trabalhando intensamente para se manter viva na política de Cabo Frio. Depois de Silas e Vanderlei, em 2020 será a vez de Vanderson Bento tentar sentar nas macias poltronas do Plenário Oswaldo Rodrigues.

A Hegemonia de Alair e Marquinhos acabou.

Até o momento não se tem notícia de que Alair Corrêa tenha conseguido o “milagre” de se filiar ao PC do B. Ao mesmo tempo, seu companheiro e desafeto de peripécias, Marquinhos Mendes também não viabilizou a candidatura de sua esposa Karina a prefeitura de Cabo Frio.

Mirinho: o maior eleitor de Búzios.

O ano eleitoral mostra que o maior eleitor de Búzios ainda é Mirinho Braga. Prefeito por três vezes, Mirinho tem a capacidade de mobilizar e consolidar aliados, e ao mesmo tempo despertar a ira dos adversários, que não suportam o seu prestígio junto à população. Os ataques a sua pessoa apenas exaltam a mesquinhez e a grosseria de quem os faz.

PT e Renato Marins

Após ter lançado o nome do empresário Renato Marins (Padaria e Hotel Remmar) como candidato a prefeito, o PT de Cabo Frio não mais se manifestou nas redes sociais. O empresário, um dos mais respeitados de Cabo Frio, já foi candidato a prefeito em outra eleição.

PSOL, plenária é hoje!

Acontece hoje no Teatro Quintal, no Parque Burle, a plenária do PSOL que, tem candidato indicado a prefeito: o professor Roberto Valentin Póvoas. O partido, presidido pelo cineasta Lucas Muller, está organizando sua nominata e também tem vontade de sentar nas macias poltronas da câmara municipal.

AOS AMIGOS – Janio Mendes

Caros amigos, recentemente, passei por um momento de angústia e apreensão em razão de problemas de saúde.

Fui diagnosticado, como portador de uma doença auto-imune de origem tireoidiana, denominada Oftalmopatia de Graves, o que provocou perda parcial e importante da visão.

Felizmente, já iniciei um rigoroso tratamento, que tenho fé em Deus, será exitoso! Como parte do tratamento, passo a fazer uso continuado de proteção ocular (óculos escuros), para a claridade e vento.

Agradeço, aos profissionais médicos: Dra. Vera Carriço , Dr Luiz Fernando e Dra. Eyko Deguchi, que se dedicaram ao diagnóstico e ministram o tratamento.

Agradeço orações e solidariedade dos amigos e familiares, sem os quais seria impossível atravessar a tormenta.

Que Deus abençoe a todos e me dê disciplina necessária para a conclusão do tratamento com êxito.

Obrigado!

PEQUENAS DOSES

Separação: de consensual para litigiosa.

O vice-prefeito Felipe Monteiro, apesar de deixar claro seu rompimento com o governo de Adriano Moreno, não batia pesado. Mudou de comportamento e em entrevista marcou posição contra o governo e guardou lugar no campo da oposição. Felipe quer uma macia poltrona no Plenário Oswaldo Rodrigues e trabalha sério pra isso.

Felipe em novo quadro político.

Felipe sabe que, sem apoio da máquina e como vice-prefeito de um governo extremamente impopular as suas chances de se eleger vereador são mínimas. O rompimento definitivo coloca Felipe Monteiro entre os candidatos com muitas chances no quadro político-eleitoral, em 2020.

O Triunvirato

Adriano Moreno, Antônio Carlos Vieira (Cati) e o vereador e secretário de governo, Miguel Alencar, formam o triunvirato, que manda na prefeitura. Dos três, o que tem menos voz ativa é o prefeito, justamente o único que foi eleito para comandar a prefeitura, portanto, que, tinha o respaldo popular.

Reeleição? Como assim?

A dupla Adriano Moreno/Antônio Carlos Vieira (Cati) aposta na reeleição. Fechou com o Democratas da Família Maia e com o governador Witzel. As adesões são de caráter conservador, mas falta muito para a reeleição. Para diminuir a rejeição precisa ao menos pagar em dia aos servidores e fornecedores.

Elixir Mágico

Adriano se elegeu vereador pelo PP de Alair/Dornelles/Maluf. Depois migrou para o grupo de Marina Silva, a Rede de Sustentabilidade. Por fim, desembarcou nos braços da Família Maia (César/Rodrigo) onde espera o “elixir mágico”, que garanta sua reeleição.

Engenharia política

O vereador Luis Geraldo, presidente da câmara, continua no trabalho de montagem da nominata do Republicanos (antigo PRB) e não abandona os contatos políticos. Em menos de uma semana teve encontros com o José Bonifácio e com o ex-vereador Taylor Jasmin.

Os Inconfidentes

Os candidatos a uma vaga na câmara de vereadores de Cabo Frio, notadamente Cláudio Leitão e Felipe Monteiro, estão de olho nos onze votos dos “Os Inconfidentes”. Segundo um dos membros, que buscou o anonimato, o grupo vai decidir em conjunto e por unanimidade.

Buscando a periferia

A maior parte dos candidatos tem feito verdadeiras peregrinações em todos os bairros do município, especialmente da periferia, buscando o voto popular. Pesquisas mostram as lideranças comunitárias, líderes sindicais, religiosos interessados em se fortalecer social e politicamente. Identificados, os candidatos não dão sossego, procurando apoio.

“Tragédias anunciadas” em Arraial do Cabo.

A eleição em Arraial do Cabo está em aberto. Apesar da grande rejeição de Renatão/Renatinho Vianna junto à opinião pública, as demais forças políticas também enfrentam problemas para aceitação junto à população. Os grupos de Andinho e Mellman são também “tragédia anunciada”.

Apesar dos chiliques

Em Búzios, apesar dos chiliques de certos setores da política, que se sentem ameaçados, a candidatura de Leandro do Bope, ganhou mais envergadura com o apoio de Mirinho Braga. O ex-prefeito buziano deve ser o maior eleitor, em 2020.