PEQUENAS DOSES

Políticos da Baixada

É preocupante como, de maneira silenciosa, grupos políticos da Baixada Fluminense, penetram na política da Região dos Lagos, especialmente em Cabo Frio. Os dois deputados estaduais da região colaboram com essa turma.

Extrema direita atrás de votos

Atrás dos resultados da eleição presidencial de 2018, a extrema direita tenta crescer em Cabo Frio, disputando o espólio bolsonarista. Não são poucos: os deputados Sérgio Luiz Azevedo, Mauro Bernardo, Gurgel e setores emplumados do governo Adriano/Cati.

Pequena procura

O pólo de filiação instalado na Praça Porto Rocha buscando apoio para o partido, que vai abrigar os bolsonaristas, migrados do PSL, aparentemente não atraiu muita gente. Resta saber se os envergonhados assinaram em casa. Pois é ….

Violência & Insegurança

A violência e a insegurança continuam a grassar por Cabo Frio, que parece atrair todos os males das metrópoles e nenhum dos seus benefícios. Nesse clima as empresas de segurança privada proliferam e ganham poder.

O Descontrole!

A falta de controle do governo Adriano Moreno/Antônio Carlos Vieira, o Cati, preocupa os setores organizados da sociedade. Temem a falência total da administração pública em Cabo Frio.

Jazigos Perpétuos

Outro dia uma atenta leitora da excelente página Memorial Cabo Frio, de Achilles Pagalidis, escreveu sobre a atual Praça Porto Rocha: a praça parece um cemitério para jazigos perpétuos, naturalmente o arquiteto responsável ficou apreensivo com a falta de vagas no cemitério da cidade e criou jazigos perpétuos!. Perfeito!

PSOL & PT

O fim da coligação nas proporcionais fez com que alguns pequenos partidos lançassem candidatos a prefeito de Cabo Frio. O PSOL se decidiu pelo professor Roberto Valentin Póvoas, o Betinho, neto de Mário Caial. O PT, vem com o empresário Renato Marins.

As diferenças!

Fica clara a diferença de proposta entre os dois partidos. Embora nacionalmente tenha representação bem maior, em Cabo Frio o PT sempre esteve atrelado a legendas com maior expressão na cidade. Qual será o novo resultado?

Viralizou!

Fez o maior sucesso nas redes sociais a foto reunindo Ana Valadão, Rafael Peçanha, José Bonifácio e Lívia Mendes. É a união que grande parte dos setores progressistas quer ver nas eleições de 2020. O clic foi no ensaio do Bloco Parókia, o mais tradicional de Cabo Frio.

Bom exemplo!

Em meio à enorme bagunça em que se transformou o governo de Adriano Moreno, destaca-se a secretaria do meio ambiente, liderada por Mário Flávio Moreira. Combate invasões, faz replantio de árvores nativas e agora caminha para a restauração do Dormitório das Garças.

PEQUENAS DOSES

A Crise!

Mesmo em crise econômico-financeira as prefeituras da Região dos Lagos vêm conseguindo manter os salários dos servidores municipais em dia, exceto Cabo Frio. O que estará acontecendo?

Que tal a exoneração?

O secretário de fazenda, Clésio Guimarães Faria, reclama da obesidade da folha. Ora, quem inchou a folha de maneira irresponsável? O governo ao qual ele pertence. O secretário deveria pedir exoneração.

E ele acreditou!

Alguns observadores da vida política e administrativa de Cabo Frio preservam o atual secretário de fazenda. Afirmam que os erros, que comprometeram a saúde financeira da prefeitura foram gerados na gestão de Antônio Carlos Vieira, o Cati, então considerado um gênio das finanças. E Adriano acreditou!

Tá na hora de “pedir o boné”

Mais uma razão para Clésio Guimarães Faria “pedir o boné” e ir para casa descansar. Quem errou na gestão das finanças, que volte ao cargo para resolver o buraco das finanças públicas municipais.

Agravamento da saúde pública

O agravamento da gestão da saúde pública do município gera insatisfação geral na sociedade, em particular nas camadas mais pobres, que dependem única e exclusivamente da saúde pública. Daí para os seguidos “barracos” …

A greve continua

O Sepe Lagos e o governo de Adriano Moreno ainda não chegaram a um acordo. A assembleia dos profissionais da educação realizada ontem, 31, determinou a continuidade da greve, o que já era esperado.

Causos do Moacir

Comemorando os 30 anos da Folha dos Lagos, o jornalista Moacir Cabral vem resgatando histórias hilárias do jornal, na “velha e boa página 2” do Informe. Com todo respeito aos “Filhos da Folha”, o Informe dos Lagos tem que ser com o avô, Moacir.

Mal começou e já parou.

A barca que liga o centro da cidade com a Gamboa, por meses suspensa, mal deu o ar da graça e parou novamente. Agora a prefeitura alega que está ajeitando o cais. Pergunta que não quer calar: por que não ajeitaram antes?

Cabo Frio, a cidade do “já teve”.

Os moradores da Gamboa, comerciantes e trabalhadores do Pólo de Moda Praia, na “Rua dos Biquínis”, são os maiores prejudicados. A cidade, além da mobilidade, perde mais uma atração turística.

A segurança? Já teve!

Entre os inúmeros bens que Cabo Frio “já teve” está a segurança. É de muito longe o tempo em que se dormia com a janela aberta ou a bicicleta dormia de um dia para o outro na porta de casa, sem problema. Hoje, as empresas de segurança privada vigiam cada esquina e a insegurança é cada vez maior.