PEQUENAS DOSES

“Bye Bye seu Chico”

Com apenas 3.334 assinaturas filiações reconhecidas pela Justiça Eleitoral, a APB de Bolsonaro afunda e muito provavelmente só em 2.024 poderá participar de eleições.

“Entrando água”

Com a APB bolsonarista entrando água, o deputado Sérgio Luiz Azevedo pode arriscar até perder o mandato, deixando o PSL e se mandar para o PL ou Podemos ou ainda o Republicanos, antigo PRB.

Com o Bispo Macedo

Vai ser muito engraçado o grupo de católicos ultra-conservadores, os “papa hóstias”, adversários do Papa Francisco, na legenda de Crivella e  do auto-proclamado Bispo Macedo, na sucursal partidária da Igreja Universal do Reino de Deus.

Disputa pela hegemonia

Os deputados Mauro Bernardo e Sérgio Luiz Azevedo fazem parte do mesmo grupo político e ideológico. Os dois disputam a hegemonia dentro da extrema direita, fortalecida pela onda bolsonarista, em 2018. Muitos capítulos dessa disputa ainda estão por vir e serão, no mínimo quentes.

Fino trato!

As diferenças entre os dois se restringem ao “fino trato” de um e de outro. Ambos se assemelham ao grupo de Adriano Moreno e Antônio Carlos Vieira, o Cati. É só lembrar os métodos usados pelo “assessor especial” durante a campanha. Não se pode esquecer.

O evento do PSD

O ex-vereador Emanoel Fernandes está convidando, nas redes sociais, para a posse de diferentes instâncias do PSD, ao mesmo tempo em que promove a filiação ao partido. O evento acontece dia 2 de março, na câmara de Cabo Frio às 18:55h.

Múltiplos contatos

José Bonifácio tem se deslocado por diferentes pontos de Cabo Frio, em contato com diferentes lideranças. O ex-prefeito esteve ontem com o Pastor Neemias, com o corretor de imóveis César Pires e com o advogado Hélio Gualberto. Apesar de resistir, José Bonifácio é sempre perguntado sobre os nomes favoritos para uma possível vice.

Novidade?

A administração, modelo São João de Meriti, do novo secretário de saúde Iranildo Campos, começa a mostrar sua verdadeira face: o nome do Coronel Gilson está cotado para a direção do Hospital São José Operário.

Modelo sueco?

Pelo modelo São João de Meriti em vias de implantação por Adriano Moreno, Iranildo Campos e Antônio Carlos Vieira, o Cati, pode-se imaginar como seria a saúde pública de Cabo Frio com o deputado Mauro Bernardo.

No Plenário Oswaldo Rodrigues

A “assessoria de imprensa” dos “Inconfidentes” deu a informação que o grupo terá mesmo uma candidata a sentar nas macias poltronas do Plenário Oswaldo Rodrigues, na câmara municipal: Márcia Marques ou Zarinho Mureb. A definição acontece na próxima semana.

PEQUENAS DOSES

O controle do PROS

Segundo fontes o deputado Mauro Bernardo assumiu o controle do PROS após a renúncia de Gil da Praia do Siqueira e de Adriano Mattos, que controlavam o partido em Cabo Frio. Resta saber qual a posição de Clarissa Garotinho, com quem as relações do deputado não são nada boas.

Falta povo!

Como o APB de Bolsonaro tem chances mínimas de se oficializar e estar apto a disputar a eleição de outubro de 2020, o deputado Sérgio Luiz Azevedo pode ter em mãos o PL, o Podemos e até o Republicanos. Fica faltando conseguir decolar nas pesquisas.

Pedalando

O ex-prefeito José Bonifácio surpreendeu um aliado, passando de bicicleta na porta de sua casa. Era manhã e o ex-prefeito de Cabo Frio estava pedalando em direção a casa de outro correligionário para um papo, que considerou importante. E mais não quis falar e se “fechou em copas”.

Inconfidentes ou Confidentes?

O grupo “Os Inconfidentes” anda misterioso e cada vez mais restrito. O “porta voz” garante que é por uma questão estratégica. Segundo os gozadores de plantão o grupo está se transformando em “Os Confidentes”, bem mais condizente com a realidade.

Temporada fraca

A alta temporada foi considerada fraquíssima por boa parte dos comerciantes e prestadores de serviço. A turma que esperava alívio após um ano de muitos prejuízos está inconsolável. Muitos não perdoam o desleixo da administração de Adriano Moreno.

Novos Tempos!

O aposentadíssimo professor José Américo Trindade, mais conhecido em Cabo Frio e adjacências como Babade, está em Belém do Pará. O intrépido e arisco professor, membro honorário do “partidão” foi ao Norte para pagar promessa a Nossa Senhora de Nazaré.

Divórcio Litigioso 1

O ex-vereador Dirlei Pereira tem feito cerrada oposição ao prefeito Adriano Moreno e ao seu assessor especial, ou melhor, especialíssimo, o ex-secretário de fazenda e “gênio das finanças” Antônio Carlos Vieira, o Cati. São “bombas” semanais em direção ao governo.

Divórcio Litigioso 2

Durante o processo eleitoral, entretanto, Dirlei Pereira apoiou decididamente o atual prefeito. A pergunta inocente é: o que terá acontecido que provocou a separação entre os dois homens públicos tão distintos? Alguma aposta?

Ação Social

A Família Bento está no governo de Adriano Moreno através de Ilana Bento, subsecretária de ação social. Ilana comanda politicamente a secretaria e parece subordinar a própria secretária, a professora Martha Bastos. O filho da subsecretária. Vanderlei Bento disputa a vaga de vice na chapa de Adriano Moreno em outubro. O outro, Vanderson é candidato a vereador.

PEQUENAS DOSES

Disposição!

José Bonifácio aproveitou como nunca o Carnaval. A princípio visitou o “Que Merda é Essa?”, o “Parókia” e foi pro carnaval em Tamoios: esteve em Santo Antônio e Unamar. Disposição!

Botando a “boca no mundo”

Apesar da propaganda intensa do governo de Adriano Moreno, a cidade estava vazia se comparado a outros carnavais. Os comerciantes já começaram a “botar a boca no mundo”, reclamando do faturamento.

Preparação para a Quaresma?

O que será que Dirlei Pereira, Anthony Ferrari e Hélio Gualberto maquinavam em uma mesa no shopping Park Lagos no início da noite dessa quarta-feira de cinzas? Em preparativo para a Quaresma ou debatiam a montagem de alguma nominata?

“Bombas” ou “Traques”?

Qual será a próxima “bomba” do Programa do ex-vereador Dirlei Pereira? Até agora todas as “bombas” do programa, em especial Marcelo Tenera, transformaram-se em “traques”: o problema é agüentar o “depois” de tantos “traques”.

A Oposição continua

O vereador Rafael Peçanha desistiu de sua candidatura a prefeito, cuja manutenção exigiria uma intensidade, que sua saúde no momento não permite. Isso, entretanto, não o tem impedido de fazer política: o vereador tem criticado com dureza o inchaço da folha e a criação da Codestan.

Assédio

O Republicanos, em Cabo Frio, está sendo assediado, via diretórios estadual e nacional, pelo deputado Sérgio Luiz Azevedo, que rompeu com o governador Witzel e sem o PSL conta com o apoio de Flávio Bolsonaro, mas sem o Queiróz, que não tem sido localizado pela imprensa.

A Crise!

A nominata do Republicanos, em Cabo Frio, está consolidada e o deputado bolsonarista quer alterá-la, colocando alguns nomes ligados a ele, o que pode gerar uma grande crise na legenda. O representante do partido na Região dos Lagos é Cláudio Bastos.