PEQUENAS DOSES

Preocupação: nominatas

A formação de nominatas fortes tem sido a grande preocupação dos partidos políticos em Cabo Frio. O Republicanos (antigo PRB) acredita que consegue fazer três vereadores, mas os caciques do partido estão preocupados.

Novatos na mídia

Ano eleitoral e os candidatos novatos a câmara ganham espaço na mídia: a procura é grande. Davi Souza esteve nessa 3ª na Rádio Litoral, com Ademílton Ferreira, o mesmo destino de Hélio Gualberto nesta 4ª, enquanto Cláudio Leitão vai estar no Programa de Dil Quaresma, na 5ª.

“Homem Forte”

Cláudio Bastos passou de secretário de Marquinhos Mendes para secretário de governo de Renatão/Renatinho Vianna: coordenador do Republicanos, Cláudio Bastos é o “homem forte” de Crivella, na Região dos Lagos.

Os Inelegíveis

O “mestre” (Alair Corrêa) e o “aluno” (Marquinhos Mendes), após anos de liderança política em Cabo Frio, estão inelegíveis. Alair procura um partido e Marquinhos está no “ninho tucano” (PSDB).

Sem rumo!

Alair Corrêa, embora apoiado por Carlos Quintão, teve negada pela estadual sua entrada no PC do B. Marquinhos Mendes migrou para o PSDB, mas a candidatura de sua esposa, Kamila, não conseguiu levantar vôo.

Atenção! O dinheiro é público!

Os bolsonaristas fazem discursos exaltando a “moral e os bons costumes”. A prática, entretanto, não é exatamente essa. O deputado cabofriense Sérgio Luiz Azevedo foi denunciado como o segundo que mais gasta na Alerj.

Não falta grana.

Em janeiro de 2018, Cabo Frio arrecadou mais de R$ 72 milhões. Em 2019 a arrecadação subiu para mais de R$ 79 milhões. Não existe argumento para falta de dinheiro como justificativa para o não pagamento do funcionalismo. Existe a incompetência e a falta de transparência do governo.

Arrecadação crescente.

O blog lembra a Adriano/Clésio/Cati, que em fevereiro a arrecadação é maior. Em 2018, mais de R$ 77 milhões e em 2019 superou R$ 89 milhões. O governo vai continuar dizendo que falta dinheiro?

Opressão!

O comércio no Guarany e Célula Mater fechou por “ordem” do poder paralelo. Até quando isso vai acontecer? O que antes era considerado submundo do crime, hoje está aberto, oprimindo a população.

Aguardando 4 de abril

Faltam dois meses para o quadro político de Cabo Frio ficar claro para todos. A janela partidária fecha no dia 04 de abril, onde veremos então a distribuição das forças políticas. Até lá, seguem as conversas intensamente.

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *