PEQUENAS DOSES

Rejeição!

A “Família Vianna”, em Arraial do Cabo tem uma das maiores rejeições da opinião pública na Região dos Lagos. O problema é que as alternativas no município são igualmente complicadas.

Rejeição dupla!

A rejeição de “pai” e “filho” em terras cabistas é bastante semelhante a da dupla Adriano/Cati, em Cabo Frio. O resto é conversa fiada da “mídia amiga”.

Tragédia anunciada!

A eleição de Renatinho Vianna e o desencanto posterior poderiam ser cantados em “prosa e verso” por qualquer poeta da Região dos Lagos. É a tal “tragédia anunciada”, no mesmo nível do governo de Andinho.

Apoio que incomoda

O apoio do ex-prefeito Mirinho Braga, a Leandro do Bope, começou a incomodar os caciques políticos do município. Os ataques virulentos ao ex-prefeito eram esperados por quem conhece a política buziana.

Retorno complicado

Censo do IBGE, deu conta que a região onde foi fechado o retorno, na Avenida Assunção e liberado em frente à pastelaria, registra excepcional aumento da população, que pediu ardentemente a mudança. A NASA vai investigar.

Azeitona com caroço

A quantidade de pesquisas, ou melhor, enquetes, ultrapassa o bom-senso e revelam o amadorismo de quem às faz. Colocam a “azeitona na empada” de quem as pede ou paga.

Nó na cidade

Corre a conversa que o Bloco do Costa Azul vai retornar neste Carnaval. Caso aconteça, o trânsito na cidade vai dar nó, insolúvel, exceto se desfilar em outro canto, como na Praia do Forte. Que tal uma pitada de bom-senso?

Não deu certo

O investimento na arrumação do Estádio “Correão” não deu certo para a Associação Desportiva Cabofriense – ADC (não confundir com a Associação Atlética Cabofriense). A campanha no Campeonato Carioca tem sido um fracasso.

Em meio ao desgaste …

O secretário de meio ambiente da prefeitura de Cabo Frio, Mário Flávio, tem despontado com um dos poucos secretários que recebem elogios por sua atuação, na mídia local. Em um governo desgastado como o de Adriano é quase ganhar na loteria.

O Rei de Cambuquira voltou

O Café Pertutti lotou na tarde de ontem. Após tratamento a base de águas minerais e algumas termais, retornou a Cabo Frio, o professor José Américo Trindade, vulgo ou alcunhado Babade. Passeou pelo circuito minereal, mas se apaixonou por Cambuquira, apesar da concorrência de Raposo.

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

2 comentários em “PEQUENAS DOSES”

  1. E por falar em pastel , ops retorno , o vereador Rafael Peçanha precisa entender que o povo esta cansado de saber : que ele é vereador (Poder legislativo) , e quem realiza obra é a prefeitura ( Poder executivo) , blá blá blá… , mas não explica quais foram as alegacões da ” população” que o procurou , para lhe fazer pedido do fechamento do retorno. E o vereador precisa parar com esse discurso : ” que ele faz diversas solicitações , e a prefeitura não lhe dá ouvidos. Chato, pra caramba! Há controversias , né ? Ás vezes, os mesmos intereses seguem na mesma direcção, e o “casamento’ , é perfeito. Politica , ne ?

  2. Muito interessante, a “mídia sucupiriana “ de Cabo Frio arrumando “atalhos” na net para fugir dos meus comentários . Gente patética Eu morro de rir! Tem que ser vigilante para não desagradar aos “patrões “.
    As verdades doem ! As verdades só fazem sentidos para essa gente , quando vão ao encontro dos seus interesses .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *