PEQUENAS DOSES

Meia sola

Acuado pela insatisfação dos servidores o prefeito Adriano Moreno meteu uma “meia sola” e pagou os salários na Comsercaf. Pagava ou Cabo Frio se transformava em lixão a céu aberto.

Manifestação não foi massiva

Quem esperava, na manhã de ontem, manifestação massiva dos servidores da educação se decepcionou. Apesar dos constantes atrasos de pagamento, inclusive o 13º e o salário de dezembro, a manifestação ficou aquém da expectativa

Esvaziamento político

Ao pagar primeiro os contratados da Educação, o governo esvaziou o movimento organizado pelo Sepe Lagos e ao mesmo tempo mandou recado e beneficiou os vereadores de sua base, na câmara.

A preocupação do governo era a fusão dos movimentos

A preocupação maior do governo era a de que os funcionários da limpeza urbana se juntassem a manifestação dos professores, no centro da cidade. O pagamento da Comsercaf aliviou as tensões internas do governo Adriano Moreno/Cati.

Clésio deve “pedir o boné”

O professor Clésio Guimarães Faria, secretário de fazenda, sentiu na pele a rejeição do governo de Adriano Moreno/Cati. Maciçamente, os internautas disseram que o secretário realmente tem que “pedir o boné” e não mais colaborar com o governo.

Oportunismo!

Alguns internautas tentaram associar a manifestação do Sepe Lagos a uma determinada candidatura a prefeito, inclusive com o slogan da campanha. Não colou, o grupo ficou isolado por conta do oportunismo.

Traição?

A eleição e o mandato do deputado Mauro Bernardo causaram profunda decepção em algumas figuras da política cabofriense, que ajudaram o deputado do PROS e que se sentiram traídas.

“Dobradinha”

A “dobradinha” de Mauro Bernardo para a Assembleia Legislativa com o então desconhecido delegado Felipe Laterça, para deputado federal, continua causando estranheza e forte decepção no meio político de Cabo Frio.

Críticas pesadas

O deputado Sérgio Luiz Azevedo está deixando o PSL para abraçar a Aliança para o Brasil, da Família Bolsonaro. O deputado cabofriense tem sido alvo de sérias críticas na imprensa carioca, em relação à formação do seu gabinete, na Alerj.

Herança disputada

A extrema direita vai sair dividida para as próximas eleições em Cabo Frio: as rusgas entre os dois deputados (Serginho e Bernardo), o pessoal de Adriano e o novato Gurgel crescem com todos de olho numa possível herança bolsonarista.

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *