MARQUINHOS E O FIM DA “ERA CABRAL”

MARQUINHOS MENDES: FIM DA “ERA CABRAL”

Desde que abandonou o PDT, ainda na década de 90, Marquinhos Mendes vinculou-se politicamente ao grupo de Sérgio Cabral Filho, no PMDB, hoje MDB. A notícia de que mudou, junto com sua esposa, de “armas e bagagens”, para o ninho tucano, o PSDB, significa que, finalmente o ex-prefeito compreendeu que não vale mais a pena acompanhar a saga de desgraças políticas e pessoais do ex-governador.

“PÁ DE CAL”?

A decisão do ex-prefeito Marquinhos Mendes pode jogar a “pá de cal” na candidatura a prefeito e na própria carreira política de Aquiles Barreto. Ao ex-presidente da câmara restaria buscar uma composição com Marquinhos, a quem sempre esteve ligado, ou mesmo refazer seus planos e tentar a reeleição para mais 4 anos como vereador.

ADRIANO, MAIS DESGASTE.

A notícia que o governo de Adriano Moreno está fechando o turno na Escola Arlete Rosa Castanho, especializada na educação para deficientes auditivos, representa mais um ponto de desgaste junto à opinião pública. Justamente, o prefeito que se elegeu com o discurso de filho de professora e médico oriundo da escola pública.

REJEIÇÃO É IMENSA.

Muita gente não acredita que o prefeito Adriano Moreno será candidato a reeleição tal o seu desgaste junto à opinião pública. O seu governo, depois dos desastres de Alair e Marquinhos, criou uma grande expectativa, que se frustrou. A rejeição ao prefeito e sua “troupe”, leia-se Antônio Carlos Vieira (Cati), Sérgio Ribamar e outros é muito grande.

MISTER M ?

A eleição se aproxima e a demagogia se aprofunda. Apesar de ser um dos deputados da ALERJ, que mais gasta dinheiro público, fruto de recente pesquisa da imprensa carioca, Mauro Bernardo aproveita o mau estado da rodovia e faz demagogia, tapando buraco na rua. Não resolve nada e sabe disso. É só para aparecer e iludir possíveis eleitores. Novo Mister M?

TRAVESSIA

O barco que fazia a travessia do Canal do Itajuru para a Gamboa, beneficiando os moradores, turistas, trabalhadores e comerciantes da Rua dos Biquínis bem que poderia ser reativado ao menos na alta temporada. A inércia do governo de Adriano Moreno incomoda a qualquer pessoa lúcida.

RECADASTRAMENTO DE AMBULANTES – 1

Quem conhece o assunto diz que recadastrar os ambulantes, em dezembro, é uma “verdadeira loucura”, principalmente com o ano eleitoral batendo na porta: não pode dar certo. O estado em que se encontra a Praia do Forte, na orla do Malibu, também não ajuda, agravando ainda mais o problema.

RECADASTRAMENTO DE AMBULANTES – 2

A prefeitura de Cabo Frio publicou na quinta-feira, 28, decreto de cadastramento e formulação dos ambulantes e outro dando prazo para recadastramento. Mas não existe estudo de capacidade, nem a diretriz a ser tomada. Recadastrar, analisar e dar crachá, na “boca do verão” é inviável.

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *