PEQUENAS DOSES

“Senadinho”

Embora seja reduto do conservadorismo cabofriense o “senadinho”, situado as margens do Canal do Itajuru, também alimenta a oposição ao governo de Adriano Moreno: contradição? Muita água ainda vai passar sob a Ponte Feliciano Sodré.

“Mistureba”

A aliança entre bolsonaristas de carteirinha, o PC do B, marxistas e até anarquistas revelou-se uma “salada de frutas”, que, no mínimo desandou temperada com vinagre. Não existia nenhuma alma caridosa para informar aos meninos e meninas do colégio interno, que a “mistureba” não poderia dar certo?

Questão de tempo e oportunidade

À direita, mesmo a considerada civilizada, do governo de Adriano Moreno, não ia aturar a hegemonia dos novos personagens, tão estranhos ao conservadorismo local, que haviam assumido a secretaria de educação. O rompimento era apenas questão de tempo e oportunidade. Só os meninos e meninas do colégio interno não perceberam.

A “nova política” na educação.

A nova montagem política colocou como secretária de educação a professora Márcia Almeida, especializada em informática, que, a princípio não nomeou ninguém diretamente e está subordinada a “nova política”, que tem a hegemonia, na prefeitura de Cabo Frio.

A engorda na educação

As novas chefias aumentaram em número e engordaram. Eram 13 coordenadores e agora são 20; são 6 supervisores, quando anteriormente eram 5. Até mesmo as superintendências pularam de 4 para 6. Isso, quando o próprio governo admite que a situação econômico-financeira é bastante frágil.

Mendes & Barreto, na educação.

A secretaria municipal de educação, após a exoneração de Cláudio Leitão e Denize Alvarenga, tornou-se território do grupo político de Marquinhos Mendes. Segundo as paredes do Palácio Tiradentes a arquitetura da nova secretaria teria sido montada pela ex-secretária Laura Barreto.

Situação difícil.

O áudio e a Ata da reunião do Conselho do Fundeb realizado em 5 de junho, não são nada interessantes politicamente para o secretário de fazenda, Antônio Carlos Vieira. Segundo algumas pessoas que ouviram e leram a Ata o secretário de fazenda pode se complicar junto ao MPE.

É só saber administrar.

A prefeitura de Cabo Frio reclama, mas os royalties não param de cair na conta. Nesta segunda, entraram R$ 13.778.407,61, ou seja, 13 milhões, 778 mil, 407 reais e 61 centavos: uma grana respeitável. Maricá solta foguetes, porque o Campo de Lula lhe rendeu hoje 56 milhões, 569 mil, 214 reais e 37 centavos.

Prefeitura & Empresários

Comerciantes e prefeitura ainda não chegaram a um acordo definitivo sobre o Boulevard Canal (de boulevard não tem nada) e outras áreas da cidade: a ação repressora do setor de posturas, apoiado pela PM, incomodou pela truculência, na Rua Porto Alegre. É preciso encontrar a fórmula adequada, que organize, respeitando os direitos de todos.

Evento no “feriadão” gorou.

A reunião no restaurante “Tia Maluca” entre os comerciantes e representantes da prefeitura não avançou. A prefeitura fez uma proposta de evento durante o feriadão de “Corpus Christi”, apresentou empresário, mas disse que não tinha grana: gorou!!!!

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *