FALTA PROJETO E COMPETÊNCIA

Nas eleições de 2018 a vitória de um candidato cuja única experiência política era um mandato de vereador, foi considerada excepcional por boa parte da população cansada da chamada política tradicional.

A população tinha e continua tendo toda a razão para o descontentamento. Passadas duas décadas de administrações recheadas de dinheiro pelos royalties do petróleo, Cabo Frio não tem quase nada.

A ineficiência e o caos político administrativo foram propícios aos ralos, que acabaram por drenar os bilhões que jorraram sobre a cidade.

Não foram apenas as riquezas que se esvaíram nas últimas décadas. Com elas foi embora também à esperança de dias melhores e mais justos sonhados pela maioria da população.

Essa imensa desesperança é que levou a população a optar por alguém que, embora fosse vereador e da bancada de Alair Corrêa, se apresentava como o “não político”, capaz de dar uma “vassourada” nos políticos tradicionais e começar novos tempos, sem as velhas impurezas.

Pois bem, o tempo passou e o ‘outsider’ Adriano Moreno, se revelou tão antigo quanto os dois últimos prefeitos, aos quais criticava com imensa severidade.

O prefeito Adriano Moreno encabeçou uma grande farsa durante a campanha eleitoral? Não! Seria cruel demais para com a população que o elegeu.

A ‘entourage’, que tomou conta da prefeitura só agora percebeu, que para ter sucesso é necessário ter projeto e competência. Apenas boa vontade não basta.

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *